Graça e Fúria (Tracy Banghart)


Sinopse: Duas irmãs lutam para mudar o próprio destino no primeiro volume de uma série de fantasia repleta de romance, ação e intrigas políticas. Em Viridia, as mulheres não têm direitos. Em vez de rainhas, os governantes escolhem periodicamente três graças — jovens que viveriam ao seu dispor. Serina Tessaro treinou a vida inteira para se tornar uma graça, mas é Nomi, sua irmã mais nova, quem acaba sendo escolhida pelo herdeiro. 

Nomi nunca aceitou as regras que lhe eram impostas e aprendeu a ler, apesar de a leitura ser proibida para as mulheres. Seu fascínio por livros a levou a roubar um exemplar da biblioteca real — mas é Serina quem acaba sendo pega com ele nas mãos. Como punição, a garota é enviada a uma ilha que serve de prisão para mulheres rebeldes.Agora, Serina e Nomi estão presas a destinos que nunca desejaram — e farão de tudo para se reencontrar. (compre aqui)


Nesse fim de ano as minhas leituras deram um diminuída terrível. Num dia, eu decidi que pegaria um dos livros da minha estante para ler, mas, na minha situação de ressaca literária, a história deveria ser daquelas que fizesse minha massa cinzenta derreter e escorrer pelos meus ouvidos. Acabei escolhendo Graça e Fúria, um dos livros que recebi da Companhia das Letras, sendo ele publicado pelo selo da Seguinte.

A premissa pode até parecer boa, embora com elementos que a gente já conheça: o lugar distópico onde as mulheres não valem nada, um grupo de moças que vai para um palácio e a rebelde (que nem se mostra tão rebelde assim). É impossível não pensar em A Seleção e The Handmaid's Tale, mesmo que não seja tão bom quanto as duas obras. Os personagens são rasos e estereotipados, a autora parece não ter tanto domínio daquele universo que ela mesma criou e o "plot twist" não me convenceu. É apressado e estranho.

Claro que o livro não é de todo ruim, pois eu li bem rápido (se para desencarnar logo dele ou pra saber como a história terminava, vocês decidem hehe). Trazer para a literatura temas como direitos femininos, feminismo e sororidade são extremamente importantes, mesmo que num livro quase sem construção de mundo, além de cenas forçadas e gratuitas. Quer dizer, a Nomi é descrita na sinopse como sendo arredia e destemida, mas ela acaba se mostrando justamente o contrário, mesmo com os pensamentos ditos rebeldes. Já a Serina (que é muito mais interessante que a irmã) é um doce de pessoa, a "submissa perfeita", mas que tem que se transformar em uma pessoa totalmente diferente para sobreviver. Ambas, com suas convicções e objetivos, são abordas de uma maneira muito esquista.


Esse livro é como aquele romance clichê que a gente sabe que não deveria ler porque já conhece a história, mas que continua lendo. A leitura me instigou, apesar da quantidade de vezes que eu revirei os olhos enquanto lia. Não foi uma leitura medíocre, tanto que dei três estrelas no Goodreads. A autora pode melhorar nos próximos, eu vejo potencial! Uma sociedade onde as mulheres não tem direitos, não valem nada, não está fora da nossa realidade, pois isso aconteceu e ainda acontece em alguns lugares do mundo. Como eu disse, reforçar isso na literatura só faz bem, pois nos lembra que não podemos subestimar a capacidade do ser humano de desgraçar o mundo.

A edição pode cair nas graças de alguns (o trocadilho não foi intencional) por conta da capa "dupla", mas eu, sinceramente, não gostei, pois não costumo gostar de capas com pessoas, ainda mais quando as pessoas são duas moças padrãozinho, perfeitamente maquiadas e que se parecem com bonecas. Acho que o livro chamaria muito mais a atenção se a capa fosse igual a original (dessa eu gostei).

Alguém aí já leu ou ouviu falar? Quem ficou curioso? Deixo claro que o que está na resenha são minhas opiniões. Só porque eu não achei um livro incrível não significa que vocês não possam gostar! 

Isso é tudo, pessoal! Srta. Rouxinol

25 comentários :

  1. Os únicos livros que li da Seguinte foi a série da Seleção, que a partir do 4º livro (A herdeira), a história ficou arrastada e muito sem o que contar. Fiquei curioso pra ler, até que gosto de clichês pra passar o tempo.
    As fotos ficaram ótimas <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Herdeira e A Coroa são horríveis! Nem considero eles parte da série, pois odeio a história, a protagonista... tudo haha!
      Fico feliz que tenha gostado das fotos. Depois me conta o que achou do livro :*

      Excluir
    2. Horríveis mesmo! Conto sim, :)

      Excluir
  2. Também recebi este livro (só tenho que pegá-lo com meus amigos ^^'), e estava bem curiosa pra ler por ser fantasia, que eu AMO. Uma pena que não seja aquilo tudo, mas darei uma chance à leitura pra tirar minhas próprias conclusões.
    Ps.: Até que eu achei essa capa bonita, apesar de não curtir pessoas em capas (prefiro objetos, animais ou um desenho/ilustração).
    Beijinhos, bom restinho de semana e desde já, boa virada de ano <3
    Isabelle
    https://blogalgodotipo.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou adorar ler sua resenha para saber o que você achou, lindinha ^_^
      Feliz ano novo pra você!

      Excluir
  3. As fotos ficaram lindas!
    Quanto ao livro em si, não posso opinar muito pois nunca li o livro. Mas, quem sabe um dia leia só pra ter alguma opinião a respeito e voltar aqui pra comentar? rs.

    Feliz ano novo pra ti! Beijão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado das fotos, lindinha :*

      Excluir
  4. aaaaa esse livro tava na minha lista né, fui em um evento e fizeram a maior propaganda. Ao ler sua resenha vi que ele tem todos os elementos que eu não curto em um livro e agora eu to muito feliz por que me livrei de gastar dinheiro com um livro que eu com certeza iria enrolar horrores para ler.

    Sua resenha ta ótima e as imagens ficaram foda, parabéns!

    http://blink-moments.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério que fizeram muita propagando? Eu nem sabia dele até chegar aqui em casa haha. Ah, e, olha, tentar ler em e-book pra ver o que acha, VAI QUE você gosta... :*

      Excluir
  5. Nossa, a capa original é muito melhor! Eu não entendi porque resolveram fazer a capa dessa forma. Eu amo fantasia mas personagens rasos, romances clichês e plot twist fraco me afastam logo do livro. É uma pena. Tenho visto muito disso: autores com potencial caindo em situações batidas, mas compreendo que talvez seja medo de ousar e errar, portanto acabam se mantendo nas fórmulas que deram certo em algum momento. Lamentável.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa capa nacional está ridícula haha. A capa original é tão linda, trás um ar misterioso... E é bem triste ver tantas histórias com potencial, mas que usam da mesma "receita de bolo" :/

      Excluir
  6. Eu amei essa resenha! Me identifiquei porque parece eu criticando alguma coisa hahaha
    Aaaah que raiva que me dá quando vendem uma personagens como sendo destemida e forte, aí quando eu vou ver a menina não é nada disso.
    Se não me engano já tinha ouvido falar desse livro e estava com vontade de ler ele (acho essa sinopse bem interessante) mas agora essa vontade diminuiu um pouco hahaha Mas ainda quero ler ele para tirar minhas próprias conclusões.
    Sobre a capa, concordo com você. Não é o tipo de capa que chama a minha atenção (e acho ela feia).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É crítica, mas ao mesmo tentando ver o lado bom porque se não a gente descarta praticamente tudo que chega na nossa frente hahaha. Ah, e é bom ler mesmo porque assim você forma sua própria opinião! E a capa original é MIL VEZES mais bonita :p

      Excluir
  7. Amei as fotos!! Que graça esse livro, fiquei bem instigada pra ler. Amo histórias clichê.

    ResponderExcluir
  8. olá!
    Que bacana sua resenha, pena que não te agradou tanto... Mas romance é assim, mergulhado em clichês, e eu adoro...
    Abraços.

    ResponderExcluir
  9. Ainda não li! Mas não fiquei com muita vontade der não. Não sou muito fã de romance.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você não é fã de romance mas ficou com vontade de ler? Que bom haha :p

      Excluir
  10. Poxa, que triste que a história é meio forçada. Eu concordo que é super necessário trazer livros assim, que mostram mulheres lutando pelo seu direito! E até tenha algo um pouco fantasia e talz, não sei se eu iria gostar do livro já que sou mega chata, tem que ser bom demais pra me segurar kk e por falar nisso eu comprei O Lar da srta. Peregrine, vou começar a ler mais esse ano e logo lembrei que você ama kk Kissus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por todas as Aves do céu, não acredito que encontrei alguém que vai ler Srta. Peregrine pela primeira vez! Que alegria. O mundo peculiar está em festa! *-* depois quero saber tudo que você achou.

      Excluir
  11. Fiquei desmotivada a ler, acho que a escritora poderia ter inovado um pouco mais na narrativa ou usado outros elementos que cativassem o leitor. No geral, a ideia é boa, apenas um pouco batida.

    ResponderExcluir
  12. Poxa, o enredo parece ser tão bom, pena que não é tudo isso como você disse... Acho que um universo desses poderia ser tão bem explorado, né? Já imagino várias coisas e até tramas bacanas...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Era pra ter várias tramas bacanas, mas as que tem são um tanto forçadas. De toda forma, sigo no aguardo do segundo livro. Vai que melhora, né? :p

      Excluir

Recadinho: clique em "notifique-me" para descobrir qual foi minha resposta ao seu comentário, e para que possamos conversar melhor ;)