Motivos para ler Jack, o Estripador - Rastro de Sangue


Estava tão animada para falar sobre esse livro aqui no blog. Pensei em fazer o formato tradicional de resenha, mas achei que listar motivos para ler o livro seria interessante também. Acabei encontrando cinco motivos que podem fazer com que qualquer ser humaninho se interesse por essa história incrível!

Ah, só pra situar vocês, esse livro conta a história da Audrey Rose, um mulher nada tradicional do século XIX que passa suas horas estudando medicina forense (sua grande paixão) no laboratório de seu tio. É nessa época que surge um dos maiores mistérios que o mundo já viu: Jack, o Estripador. Audrey Rose acaba se vendo envolvida diretamente nesse caso, e está determinada a descobrir a identidade desse assassino, afinal nenhum homem jamais descobriu seu nome. Este é um trabalho para uma mulher.

empoderamento feminino

Rosas têm tanto pétalas quanto espinhos, minha flor escura. Você não precisa acreditar que alguma cisa seja fraca porque parece delicada. Mostre ao mundo sua valentia.
Como eu já disse ali em cima, Audrey Rose não é a típica donzela vitoriana. Ao mesmo tempo que ela sabe fazer uma autópsia perfeita, também gosta de se sentir bonita. Ela é corajosa, determinada, tem uma língua afiada e a todo momento tenta se impor como a mulher forte que é numa sociedade tão machista quanto a daquela época. Ela também tem consciência de que as mulheres foram criadas para acreditar em certos paradigmas e, em suas próprias palavras, "parecia que demoraria um pouco mais para que algumas moças se libertassem das correntes que a sociedade havia colocado".

Mesmo na nossa realidade atual, muitas mulheres sofrem com a opressão, e ver esse tipo de empoderamento feminino na literatura é de extrema importância, pois inspira e nos mostra que podemos ser bem mais do que os rótulos que nos são colocados!

um mistério à lá shelock holmes


Nunca li nenhum livro de Sherlock Holmes, mas obviamente já assisti aos filmes e sei de sua fama. Bom, esse livro tem um mistério tão bom quanto ao do famoso detetive, pois a dupla principal (Audrey Rose e Thomas Cressewell) lembra muito Sherlock e seu caro Watson. Pequenos detalhes e acontecimentos ao longo da história no final de juntam, sem ficar praticamente nenhuma ponta solta.

Posso confessar uma coisa? Eu meio quem sem querer descobri a identidade do assassino antes do final do livro. Sou bem observadora, e comecei a formar estratagemas na minha cabeça e, puft!, não é que no final era aquilo mesmo? Será que alguém também passou por isso?!

realidade vs ficção


É importante ressaltar que, embora a maioria dos acontecimentos no livro tenham realmente acontecido, assim como os nomes das vítimas, Audrey Rose é uma personagem fictícia, e a identidade de Jack nunca foi realmente descoberta. Inclusive, numa entrevista, Kerri Maniscalco disse que gosta da teoria de que Jack fosse, na verdade, um mulher e que achou divertido brincar com isso enquanto escrevia.

No final, em um nota, a autora esclarece o que é real e o que não é. Eu gostei muito de como ela conseguiu mesclar realidade com ficção e, em alguns momentos, eu cheguei a acreditar que tudo que estava escrito ao longo das páginas era realmente verídico.

Foto: Reprodução/Fonte

forense é amor

Os mortos falam com aqueles que os ouvem.
Depois que li O Segredo dos Corpos, passei a me interessar muito pela área de forense, tanto que uma das minhas metas é trabalhar com psicologia criminal. Bom, essa história só reforçou um pouco mais meu amor por esse universo bizarro, cheio de corpos e soluções de crimes. Em alguns momentos é descrito com maestria de detalhes as autópsias, e é tão legal ver o quanto alguns detalhes no corpo podem levar ao verdadeiro assassino, determinar de que forma foi a morte...

Sei que é uma área um tanto quanto peculiar para se gostar, e é exatamente por isso que eu devorei esse livro e fiquei com vontade ler mais sobre o assunto!


Atenção aos detalhes lindos dessa edição da DarkSide Books: as imagens no início de cada capítulo só nos fazem entrar mais fundo na história (algumas são bem bizarras hehe).


thomas cresswell ❤

Ele me lembrava a lagarta de As Aventuras de Alice no País das Maravilhas, sentada em seu imenso cogumelo, indolente e sem se preocupar com nada no mundo. Se ele fosse pequeno o bastante para que eu o esmagasse sob minhas botas...
Preciso nem dizer que amei essa comparação, né? Talvez esse não seja um motivo tão forte quanto os outros, mas a verdade é que eu não podia deixar de falar de Thomas Cresswell, esse personagem tão peculiar, apaixonante e irritante. Cheio de trocadilhos, declarações descaradas, sarcasmo e uma inteligência invejável, eu me encantei por ele logo em sua primeira aparição. Se tornou um dos meus crushs literários, e eu não vejo a hora de reencontrá-lo nos livros seguintes (porque sim, esse é só o primeiro de uma série!).

Ah, e pra quem já começou a pensar que Audrey Rose se derrete por ele e que o livro é regado a um romance meloso, não, apenas não! Na verdade, os dois quase não se suportam e brigam o livro inteiro. O relacionamento deles vai crescendo aos poucos, de forma lenta e real, sem aquela coisa toda de amor à primeira vista que os romances de época adoram.


Espero que esses cinco motivos tenham deixado vocês com vontade ler! Gostaram desse formato de post? Estou pensando em intercalar as resenhas tradicionais com essas listas. Ah, não se esqueçam de usar meu link caso queiram comprá-lo.

Isso é tudo, pessoal! Rainha Vermelha, 

SOMOS TODOS LOUCOS AQUI

8 comentários :

  1. Tenho vontade de ler esse livro, mas na verdade quero fazer um comentário sobre "O segredo dos corpos", eu dei de presente esse livro para uma adolescente que pretende seguir por essa área; e me arrependi por ter dado o livro sem antes lê-lo ou ter comprado um exemplar pra mim HAHAHA Sério, não sei se é uma área pela qual eu tenho interesse, mas achei bem interessante a ideia do livro.

    http://lenabattisti.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "O Segredo dos Corpos" é um livro realmente incrível pois, além de dar detalhes minuciosos sobre autópsias, ainda acaba nos fazendo ficar envolvidos nos mistérios por trás dos corpos :3 tenho certeza que você iria amar todos os livros do selo Crime Scene da DarkSide!

      Excluir
  2. Eu já tinha ouvido falar nesse livro. Não me lembro onde... sempre fui apaixonada pela figura do Jack e pelo mistério de sua identidade. Sempre desenvolvi mil teorias a respeito deles, inclusive de que seria uma mulher porque pela psicologia, homens tem a necessidade de se revelar, de confessar-se enquanto autor de algo, ao contrário das mulheres.
    Mas depois me envolvi com outras coisas, realidades e me afastei do tema. se bem que, sempre que volta, já começo a pensar e pensar e pensar. Haja loucura.
    Adorei as fotos que fizestes e ri alto aqui ao saber que descobriu o assassino antes. Isso acontece comigo em filmes, séries, livros. rs As pessoas me detestam por isso.

    bacio e bom fim de semana-feriado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É interessante pensar que Jack poderia ter sido um mulher, não apenas por conta do que a psicologia explica, mas também do fato de que ninguém ESPERAVA algo assim vindo de uma "dama" hehe.

      Ah, acredito que esse meu olhar um tanto apurado e detalhista pode ajudar na área que eu quero seguir *-*

      Beijos :*

      Excluir
  3. Oi Luh, tudo bem?
    Eu amei esse post com os motivos para ler! Eu já tô babando nesse livro desde o lançamento e tô aqui agora mais curiosa! Acho que a própria edição também já é um motivo pra se querer ler... ehehe
    Acho que o gênero abre uma possibilidade incrível e a autora parece ter trabalhado de uma forma instigante realidade e ficção, que deixa as histórias ainda mais incríveis! <3
    Louca louca pra ler! <3 E tenho minhas dúvidas de que eu vou conseguir descobrir o assassino antes... eheheh
    xoxo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rê, minha linda, tenho certeza que vai amar ler esse livro. Pelo que percebo das suas resenhas, ele pode vir a se tornar seu DarkCrush! <3 :*

      Excluir
  4. Olá Luh, tudo beleza?

    Tenho muita vontade de ler este livro, confesso que não gosto de livros, mas esse livro Jack o Estripador, parece ser maravilhoso ainda mas a ideia do livro parece ser bem interessante. Tô curiosa e louca pra ler.

    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, chuchu! Acredito que ai amar essa leitura, pois o livro é realmente incrível *-*

      Excluir

Recadinho: clique em "notifique-me" para descobrir qual foi minha resposta ao seu comentário, e para que possamos conversar melhor ;)