Alice & DarkSide: um tributo a Lewis Carroll


Quem acompanha o blog há mais tempo com certeza sabe do meu amor por Alice no País das Maravilhas. Essa história estava presente comigo desde antes de eu aprender a ler, quando o meu maior divertimento era ficar sentada o dia todo na frente da televisão assistindo clássicos da Disney. A animação foi meu primeiro contato com esse universo. Lembro que, na época, eu só queria usar vestidos e camisolas porque assim eu ficaria mais parecida com a Alice hehe. (parando pra pensar, não seria tão ruim usar só essas duas peças...)

Eu acho incrível o fato de que, independente de quantos livros incríveis entrem para a minha vida de leitora, eu sempre acabo voltando para o País das Maravilhas de alguma forma, pois é um livro que todo ano eu faço questão de reler e de adquirir novas edições! A última edição que chegou à minha estante e que eu li foi a Limited Edition publicada pela DarkSide Books. Assim que fechei a última página eu queria correr para falar sobre ela, mas me segurei para poder publicar hoje, um dia antes do aniversário de 188 de Charles Lutwige Dogson. Ou pelo menos seria, caso ele ainda estivesse vivo.


Ao publicar Alice no País das Maravilhas, Dogson adotou o pseudônimo de Lewis Carroll. Ele nasceu no dia 27 de janeiro de 1832, e faleceu em 14 de janeiro de 1898. Sua vida é repleta de mistérios e polémicas. Ele era apenas um homem peculiar que gostava de crianças (leia-se: meninas), ou tinha algum fetiche sexual doentio por elas e por isso as fotografava? Eu falei bastante sobre isso nesse post feito já há algum tempinho aqui no blog. Desde que comecei a colecionar edições de Alice, a vida do autor se tornou algo de certa fora fascinante para mim, pois, mesmo com todas as polémicas (que a essa altura do campeonato talvez não possam ser nem confirmadas e nem desmentidas), é inegável o quanto Lewis Carroll foi talentoso e único ao escrever a jornada de Alice.



Alice no País das Maravilhas foi um presente dado por Carroll a Alice Pleasance Liddell - a verdadeira Alice! Na época, amizades entre adultos e crianças não eram vistas com desconfiança, e, embora muitas crianças tenham passado pela vida de Dogson, Alice foi a sua favorita, e a personagem do livro foi inspirada nela (mesmo que anos depois ela não gostasse tanto de ser vida como a "Alice do País das Maravilhas").

A primeira publicação é de 1865. Foi um sucesso, um dos favorita até mesmo da Rainha Vitória. Aparentemente os adultos que o liam achavam fascinante, e não reparavam nas críticas veladas que eram feitas à sociedade da era vitoriana. Eu penso que, talvez, as pessoas estivessem tão entediadas que uma história nonsense como aquela era algo muito divertido de se ler.



Bom, a intenção desse post não é fazer uma biografia do autor. Como eu já disse, muita coisa é só boato que não pode ser confirmado. Só que, na minha humilde opinião, a fascinação de Carroll por meninas e por Alice era algo a ser considerado. Mas também seria injusto levar rumores em tanta consideração e se esquecer do quanto esse homem contribuiu para a literatura com a história fantástica que escreveu. E é justamente por isso que eu gostei tanto da edição que ilustra esse post.

A Limited Edtion, além da história original de Alice no País das Maravilhas, faz uma verdadeira homenagem a Lewis Carroll, trazendo informações  sobre sua vida pessoal e suas fotografias que até então eu não tinha lido em lugar nenhum. Sabiam que ele devolvia todas as cartas relacionados ao livro, negando que era ele o autor? Algo um tanto quando excêntrico, já que o livro fez (e ainda faz) tanto sucesso. Mas, como eu também já disso, Carroll era um homem muito singular, assim como as figuras que Alice encontrou no mundo subterrâneo.


Cada uma das minhas edições de Alice tem algo de especial, seja por apego emocional ou por um diferencial da própria edição. A Limited Edition tem um pouco dos dois para mim. A edição é um primor, com detalhes únicos. Eu amo como as bolinhas na capa remetem a um cogumelo, além da paleta de cores ser toda em preto, vermelho e branco (as cores da Corte vermelha!). As ilustrações são lindas e delicadas, feitas por Mika Takahashi (é tão lindo ver como cada ilustrador tem uma visão diferente do que é o País das Maravilhas!). Quanto à parte emocional, está relacionada ao fato de eu, pela primeira vez, ter visto esse cuidado de apresentar não apenas a obra, mas também o seu criador. Muita gente por aí não sabe quem ele foi, nem dos mistérios que rodeiam sua vida, ou até mesmo viu alguma de suas fotografias. 


Alice sempre foi e sempre será importante para mim. Essa história esteve presente em momentos complicados da minha vida, me ajudou de várias formas, me fez ver que existem tipos de loucura, e sempre faz questão de me lembrar que fantasias e contos de fadas são sim as melhores histórias de todas! ♡


pela toca do coelho... 


Alguém aí já eu Alice? O que acham da história? Eu queria tanto viver uma aventura como a da Alice! E sobre o autor, alguma teoria envolvendo sua vida? Quem aí também tem um livro que é muito marcante na sua vida? 

37 comentários :

  1. Olá! essa edição é linda, tive a oportunidade de ver de pertinho e amei. A história está incrível e amo essa história, umas das releituras maravilhosas que foram feitas, fora a edição que está impecável.
    Beijocas.


    https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma preciosidade de todas as formas possíveis <3

      Excluir
  2. Aprendo várias coisas nesse post: Não sabia que o autor usou um pseudônimo, nem que ele devolvia as cartas que recebia. Muito interessante! Agora, essa fascinação por meninas é muito estranha, né? Mas hoje já é praticamente impossível saber se havia alguma maldade nisso (eu tendo a acreditar que sim).

    Eu li a história ainda criança mas em um exemplar muito antigo, com palavras complicadas para minha idade na época e, por isso, foi uma leitura cansativa e nada produtiva. Até hoje não reli, acredita? Mas pretendo fazer isso!

    Essa edição da Darkside está linda demais! Dá vontade de ter todos os livros dessa editora <3

    Au revoir ♡
    Tecer Flores e Cheirar Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O legal é que, além dessa edição linda, tem também uma edição direcionada para as crianças não se sentirem como você se sentiu na época que leu: a Baby Edition. E ela foi feita pelo próprio autor! <3

      Excluir
  3. Que fotos MARAVILHOSAS no seu post, to apaixonada demais! Estou louca por esse livro, aliás, louca por todos os livros da Darkside <3

    ResponderExcluir
  4. Menina, eu sempre vou dizer o quanto amo suas fotos e o quanto seu blog tem um aspecto clean, o que me encanta! A sua cara! Parabéns! Nos contos de fadas, amo "A Bela e a Fera". Mas "Alice no País das Maravilhas", ahhh, é incrível! E essas edições da Darkside são perfeitas! Dão ainda mais vontade de ler!Embora eu goste muito, acredita que eu ainda não tenho nenhuma edição de Alice?? Comprei uma para dar de presente a uma ganhadora de sorteio em outubro doida para comprar uma pra mim também, mas não rolou. Mais um arraso de resenha!Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada pelo carinho, minha linda. Espero que ainda esse ano consiga comprar sua edição de Alice <3

      Excluir
  5. Você sabe que eu também sou apaixonada por essa história - principalmente pelo filme. Porém, eu não sabia NADA sobre Lewis Carroll (nem que esse não é seu nome real, mas sim um pseudônimo). Confesso que essa história de ele ser fascinado por meninas me deixou...assustada. Já até abri o post que você fez sobre ele para ler mais.

    Sobre o livro: QUE EDIÇÃO LINDA! Um dia eu vou ter uma coleção igual a você, hahaha! Por enquanto só tenho um livro da história mesmo.

    Ah, e esse funko mais lindo a Alice? Eu quero um (também sonho em ter uma coleção de funkos e ela também só tem 1 bonequinho no arqueiro verde que eu comprei de um menino que não queria mais, mas fé que um dia ela cresce)!

    Estante da Pipoca

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A vida do autor é permeada de mistérios, tantos quanto a própria história da Alice!
      Aaah, e aquela sua edição verdinha é muito linda <3

      Excluir
  6. Que funko mais fofo!!! Amo os filmes, os livros, desenhos, tudo envolvendo Alice, mas não sabia nada a respeito do autor...Fiquei intrigada, foi pesquisar mais nas próximas férias...
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ganhei o pop de um amigo virtual é um chuchuzin!

      Excluir
  7. Caraca, que edição MAIS LINDA! Eu tinha visto foto dela antes, mas não com tantos detalhes... Se eu estou encantada e "só gosto" da história imagino você, que tem uma ligação tão forte com ela.

    Eu acho HILÁRIO que a rainha Victória gostava tanto da história uma vez que a Rainha de Copas e o Rei são claramente um crítica a ela e ao Albert... A genialidade por trás da produção artística e literária, né? Mesmo com tantas controvérsias, porque de fato essa "conexão" tão forte com crianças é muito criticável, ele era um gênio do que fez.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando esse livro eu chegou eu fiquei tão feliz! Agora só falta uma edição para eu completar minha coleção de Alice da DarkSide <3
      Sobre esse detalhe da Rainha, acredita que um dia eu perguntei para um professor se a Rainha Vitória foi alguma sádica inglesa? Hahaha. Ele me esclareceu que ela era apensas severa, mas não cortava cabeças a torto e a direito hihi.

      Excluir
    2. Ela era mulher, né? Se não for severa não é levada a sério, e se for nem que seja um pouquinho é tratada como um monstro!

      Excluir
  8. Que post mais lindo! Conheço a história da Alice, mas não fora das telinhas. Essa edição é tão linda que deu vontade de ter e conhecer Alice na escrita. Não sabia muitas coisas sobre o autor e achei isso muito legal.

    Beijos,

    Julia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado do post, chuchu <3

      Excluir
  9. Oi, Luana! Tudo bem?
    Acho que a pequena rainha vermelha era muito sensata: pijamas e camisolas são a melhor forma de viver a vida, hihi. Eu li Alice no País das Maravilhas pela primeira vez há relativamente pouco tempo, em uma edição psicodélica da Cosac Naify. Acredito que aquela edição tinha algo como um prefacio falando um pouco sobre o autor, porque lembro de logo depois pesquisar bastante sobre ele na internet e fiar com a pulga atrás da orelha com as polêmicas que você apontou. Essa publicação da DarkSide, porém, é uma obra de arte! Quero muito na minha estante.
    Abraços,
    Literalize-se

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu luto pela normalização da camisola na rua hahaha!
      Não conheço essa edição, mas já estou curiosa. <3

      Excluir
  10. Eu tô apaixonada por essa publicação do livro, uma verdadeira obra de arte de tão linda!
    Alice não é uma das minhas histórias preferidas, mas devo admitir que a rainha de Copas é a minha vilã preferida

    ResponderExcluir
  11. Que maravilhosa essa edição, eu amei! Te acompanho a bastante tempo e sei do seu amor pela Alice, deve ser incrível ter esse livro na coleção ❤️

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todas as minhas edições são especiais para mim <3

      Excluir
  12. Olá!!! Essa edição é incrivelmente incrível !!! Eu já tenho uma edição em capa dura de Alice, mas devo confessar que cada vez que vejo essas versões da Darkside, eu fico fortemente inclinada a adquirir também. Lindo demais !!! bjooooo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fiquei curiosa para saber qual é a sua edição de Alice! *o*

      Excluir
  13. Eu também sou apaixonada por Alice no pais das maravilhas! Me deixa tão feliz relembrar dessa história! Claro que por trás tem algumas questões estranhas. Mas ainda sim, o filme é perfeito e o livro também! Meu sonho é ter essa versão, eu achei muito lindo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu amo os filmes de Alice, desde os mais antigos (tem um preto e branco que é o auge da bizarrice) até os lice actions do Tim Burton!

      Excluir
  14. Oi Luh, tudo bem? Nossa quanto tempo não visito seu cantinho hein... ficou lindo o novo header. Achei legal também os últimos vídeos lá no canal assisti alguns. Já te desejo todo sucesso nesse ano que começa. Quanto à Alice você sabe o quanto sou fã, apesar de tê-la deixado um pouco de lado nos últimos anos. Agora minha mascote é uma coruja como em Harry Potter. Achei lindas suas fotos. E esse funko da Alice? Já quero um pra mim. Um abraço, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oh, Érika, minha linda, muito obrigada por todo o carinho de sempre <3
      E eu entendo isso que aconteceu com você: às vezes a gente continua amando alguma coisa, mas vai deixando guardadinho em algum cantinho dentro da gente para dar espaço a novas coisas.

      Excluir
  15. Láááá atrás em dois mil e não sei quanto eu lembro quando a gente se conheceu, sinceramente eu fiquei maravilhado com o seu vício e amor pela Alice ❤ era algo em cores tão pastéis, tão suave. Amei o post AAAAAAAAHHHHHH ❤❤❤❤❤❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI MIGO! meu amor por Alice segue intacto <3 amo tanto essa história que nem sei!

      Excluir
  16. Nossa, que legal! Não sabia nada sobre a vida do autor, apesar de amar o livro. Fiquei curiosa e vou ler mais sobre depois.
    Essa edição é linda demais mesmo! Não tive a oportunidade de ler, mas tive ela em mãos e fiquei encantada!
    Adorei o post!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que o post tenha te dado algumas informações, chuchu :)

      Excluir
  17. Oi Lu, tudo bem?
    Nossa, essa edição está linda! Uma bela aquisição para sua coleção da Alice, hein?! *-*
    Eu AMO as histórias da Alice! Uma pena o autor estar envolvido em tanto polêmica, mas é inegável a dua contribuição para a Literatura Fantástica e clássica.
    Beijinhos e boa semana
    Isabelle
    https://blogalgodotipo.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  18. Que edição maravilhosa, sem dúvida foi uma ótima aquisição pra sua coleção. Achei o design bem impactante, diria até que tem uma vibe meio rock, rs! Adoro Alice e achei interessante essa edição dar destaque ao Carroll, é um diferencial que engrandece a obra.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A edição poderia facilmente se passar por uma releitura dark e gótica de Alice hehe.

      Excluir

Recadinho: clique em "notifique-me" para descobrir qual foi minha resposta ao seu comentário, e para que possamos conversar melhor ;)