O narcisismo de Baby Jane Hudson


Já fazia algum tempo que eu não lia um livro de suspense, mas suspense de verdade, que viesse com o intuito de me deixar tensa e temendo pelos personagens principais. Sinceramente, não estava com tantas expectativas para O que terá acontecido a Baby Jane?, mas assim que iniciei a leitura e vi do que realmente se tratava - não apenas o relacionamento dependente entre duas irmãs em fim de carreira -, percebi o quão enganada eu estava em subestimar essa obra.
Mantida em cativeiro por tempo indefinido, em meio a um espaço cheio de medo, começara a pairar em lugar murado, aflitivo, onde o tempo, o espaço e a luz nunca penetrariam. Ela se sentiu quase fora de seu corpo, curiosamente separada até mesmo de seus próprios instintos animais.

Baby Jane Hudson, quando criança, foi uma verdadeira menina prodígio: bonita, talentosa e encantadora. E, ah, também responsável pelo sustento de sua família e extremamente mimada por isso. Mas os holofotes, com o passar dos anos, foram lentamente de deslocando para sua irmã, Blanche Hudson. Sempre acostumada a viver à sombra de Jane, na fase adulta Blanche foi uma aclamada atriz hollywoodiana que viu sua carreira interrompida graças a um estranho acidente de carro que a confinou numa cadeira de rodas.

O livro se passa num momento aparentemente comum na vida das duas irmãs: ambas vivem isoladas em uma mansão, presas numa relação permeada de tensão e uma dependência quase patológica. Jane é responsável por cuidar de Blanche, mas sem nunca esconder seu descontentamento com a situação ou a inveja que ainda sente dela. Quando essa relação se torna insuportável, a história adentra uma camada ainda mais profunda (e perigosa), muito além do que apenas a mente perturbada e narcisista de Jane... e, por que não, da própria Blanche.


Quando li a premissa pela primeira vez logo pensei "eu não quero saber como duas senhoras passam seus dias" hehe. O que me levou a comprá-lo (além da edição linda ♡), foi saber das questões psicológicas que poderiam ser estudadas nele, em especial o Transtorno da Personalidade Narcisista de Baby Jane. Na verdade, não apenas o narcisismo, mas diversas outras questões podem ser analisadas em ambas as protagonistas - dependência, ódio, morte. Mas, como a personalidade narcisista é o que mais se destaca, será disso principalmente que eu irei falar no post. Ah, e é bom ressaltar que a narrativa está longe de se tratar apenas na vida monótona de Jane e Blanche.

O Transtorno da Personalidade Narcisista se caracteriza por comportamentos ou fantasias de grandiosidade, necessidade de admiração e falta de empatia que surge no início da vida adulta. A pessoa com esse transtorno constantemente tem uma sensação grandiosa da própria importância, se preocupa com fantasias de sucesso ilimitado, acredita ser "especial", demanda admiração excessiva, acredita possuir direitos. Elas exploram suas relações, tirando vantagem de outros para tingir seus fins. É invejosa e acredita que os outros as invejam, além de ter atitudes arrogantes.

Todos esses critérios citados podem ser vistos com clareza na Baby Jane. Ao contrário do que aluns podem pensar, pessoas que apresentam esse ou qualquer outro transtorno e doença mental podem conviver normalmente em sociedade. No entanto, Jane eleva sua doença a um nível completamente doentia, sendo constantemente assombrada por memórias do passado e acreditando veemente que sua irmã, de alguma forma, tramou para destruir sua carreira e sua vida. (Mas não se enganem, pois ao longo de toda a narrativa Blanche é pintada como vítima. Será mesmo?)


Henry Farrell conseguiu construir uma história com profundidade, permeada de suspense, terror psicológico e um final tão chocante quanto todas as páginas anteriores a ele. Eu simplesmente não conseguia parar de ler! Achei que, por ser um clássico, eu teria certas dificuldades, mas não. Pra ser sincera, é um livro atual e, de certa forma, até atemporal. Na era em que estamos vivendo, onde é fácil se tornar uma celebridade, histórias como a de Baby Jane Hudson (os ideias de grandeza, a inveja) podem facilmente acontecer.


Quanto ao filme de 1962, é um drama completamente a parte (hehe). Jane é interpretada por Bette Davis, enquanto Blanche foi vivida por Joan Crawford. As duas foram muito conhecidas na juventude, mas, quando o filme foi filmado, elas estavam quase no fim da carreira; o filme foi um comeback perfeito. E o drama dessas duas mulheres teria rendido um filme hollywoodiano só sobre o tema! Enquanto Bette era tida como uma ótima atriz, mas com uma beleza "limitada", Joan era considerada linda, mas com um talento mediano. Ou seja, uma tinha o que, tecnicamente, faltava na outra, e isso foi motivo para desentendimento durante anos. Agora imagina colocar ambas no mesmo set para interpretar personagens que também não se suportam!

Mas, fora as brigas e desentendimentos nos bastidores, de uma forma ou de outra elas fizeram um trabalho fantástico. O filme é quase totalmente fiel ao livro, além de ser incrível em todos os aspectos. É todo em preto e branco, e os cenários parecem ter sido tirados diretamente de dentro da cabeça de Farrell. Eu adorei! (tem no youtube)


Quanto à edição, ela é apenas mais um dos motivos para querer ler o livro. A capa tem um acabamento diferente, como se fosse almofadada. O corte de página é azul, e dentro dele, além do livro da Baby Jane e diversas fotos do filme, também tem incluso os seguintes contos do autor: O que terá acontecido a Prima Charlotte?, A estreia de Larry Richards e Primeiro, o Ovo. Parabéns DarkSide Books, você conseguiu mais uma vez. Vocês podem compra-lo aqui.

Espero que a resenha tenha deixado pelo menos alguém curioso quanto a essa leitura.


eu sou uma Baby Jane muito fofa hihi :)

26 comentários :

  1. Que post lindo amiga <3 (Sumi um pouco por aqui, mas juro que é falta de tempo). Estou doido pra ler esse livro, que enredo creepy e intimidador ^-^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem vindo de volta, querido <3 obrigada pelo carinho!

      Excluir
  2. Heey, Luana.
    Tudo bom?

    O livro é lindo, sua história é muito intrigante e curiosa. As pessoas narcisistas tem uma característica que é se vitimizar pra que as outras pessoas se preocupem com elas assim dando a total atenção que elas "merecem". Referente ao filme, colocar as duas atrizes citadas e complementares foi uma jogada boa, porque traz um pouco mais da realidade do livro.

    Adorei a resenha, achei completa e fiquei interessada em ler a história.

    Beijos ♡

    Blog | Insta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá você. Que bom que gostou do post *-*
      Acredita que foi a atriz que interpretou a Blanche que ligou se oferecendo para o papel, e ainda indicou a sua ~rival~ para ser a Jane? Hahaha!

      Excluir
  3. Me apaixonei logo de cara nessa capa, que perfeição é essa? Amei a resenha e por mais que eu prefira filmes com esse aspecto psicológico, esse livro me despertou uma imensa vontade em ler. Achei bizarro a história das atrizes, muito pesado. haha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A edição é linda, uma preciosidade <3 e fico muito feliz que tenha gostado da resenha. É uma leitura que vale a pena, com certeza!

      Excluir
  4. Nossa que livro lindooo, só pra começar kkk. amei demais a capa e as imagens que você mostrou.
    a historia é do tipo q eu gosto, com certeza vou ler esse!!

    ResponderExcluir
  5. Você coloca tanto zelo nos posts que é impossível não se encantar! Na real, amo demais tudo que tu produz <3

    https://isabelpastel.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Essas pessoas são as mais perigosas, pois não aceitam críticas e sempre são os senhores da razão. Eu estou com esse livro na minha lista de desejados, espero ler em breve.

    ResponderExcluir
  7. Leituras que abordam aspectos psicológicos dos personagens sempre me atraem e essa é uma das mais intrigantes. Pessoas com personalidade narcisista devem ser difíceis de lidar, ainda mais quando a disputa acontece entre duas irmãs, com a mesma profissão. Não sabia que o filme está disponível no YouTube, vou ver!

    ResponderExcluir
  8. Uau! Que livro! Anotando na lista infinita de leituras em 3,2,1...
    Parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir
  9. Parabéns pelas fotos e pela resenha, tudo magnífico! Dica anotada :)

    ResponderExcluir
  10. Desde que esse livro saiu eu já fiquei encantada pelo acabamento da capa e os detalhes que apesar de serem bem minimalistas, se destacam em meio às cores candy.
    O enredo parece incrível também e um ótimo material para quem gosta de estudar transtornos. A DarkSide arrasa nisso. Li Menina má esse mês e fiquei impressionada com a frieza da psicopatia da criança para conseguir tudo que queria.

    Beijão,
    Amanda Rocha

    ResponderExcluir
  11. Quero ler esse livro! Amei a capa e sua resenha me fez ter muita curiosidade sobre ele.
    Ah, e que fotos incríveis!
    Adorei o seu blog.

    Beijos,
    FooDicas

    ResponderExcluir
  12. Tô maluca pra ler esse livro! Adoro o filme e as atrizes protagonistas. E que fotos lindas as suas <3

    taryne.com.br

    ResponderExcluir
  13. Adorei o livro, adoro coisas com bastante conteúdos psicológicos para estudar. Achei a arte da capa e a edição muito bonitas também! Parabéns pela resenha, beijos!

    ResponderExcluir
  14. Gostei bastante do artigo de hoje, sempre estou aqui acompanhando seu blog. Tenho aprendido muitas coisas legais aqui e te agradeço por compartilhar...

    Beijos 😘.

    Meu Blog: dicasdaweb.net

    ResponderExcluir
  15. Opa, eu ouvi suspense, terror psicológico e final chocante? Já quero! rs Ainda não tinha ouvido falar desse livro e sua resenha me deixou muito curiosa. Adoro livros de suspense/terror e se ainda dá para aprender um pouquinho sobre psicologia, que é um assunto que me interessa, vira uma leitura obrigatória para mim. Já entrou pra lista de leituras futuras. E eu amei as fotos!

    ResponderExcluir
  16. Menina, eu tenho acompanhado algumas postagens tanto em blogs, instagrans e também no Youtube sobre a obra e toda a abordagem que envolve a história, desde o cinema ao livro (ou vice-versa!), e quero muito ler o livro, até mesmo orque sei que a Darkside com certeza arrasou na publicação.
    Cheguei a colocar na minha wishlist! parabéns pela sua resenha e todas as considerações acerca do material! Abraços!

    ResponderExcluir
  17. Que máximo a resenha! Eu comprei esse livro pela capa e pelo visto vai ser muito mais do que espero. Gostei muito de suas considerações e fiquei mais ansiosa pela leitura.
    Eu tinha lido isso das atrizes que interpretaram as irmãs, talvez até tenha dado um toque a mais no filme, rs. Que eu também gostaria de assistir.
    Excelente resenha e amei as fotos.

    bjs

    ResponderExcluir
  18. Quero, mas não sei se leria!!!
    Amei a resenha e um dia ainda aprendo a tirar foto...
    Parabéns!!!
    Abraços

    ResponderExcluir
  19. Se eu fiquei curiosa? Eu fiquei mega curiosa, preciso urgente ler esse livro
    Também fiquei curiosa em relação capa do livro, a DarkSide sempre faz algo diferente

    ResponderExcluir
  20. Essa capa é muito linda, não é um estilo de história que me segura, mas super tentaria. Só de ter um livro desses nas mãos daria animo na hora, a Darkside arrasa! Sweet Magic ~ visite ♡ Kissus!

    ResponderExcluir
  21. Você ficou falando desse livro por uns três dias kkkkkkkkk Assim não tem como não querer ler ❤❤❤❤ amei a resenhaaa ❤❤❤❤

    ResponderExcluir

Recadinho: clique em "notifique-me" para descobrir qual foi minha resposta ao seu comentário, e para que possamos conversar melhor ;)