Jumanji e Zathura: os melhores terrorzinhos infantis


Acredito que qualquer pessoa que foi crianças nos anos 2000 teve contato se não com um, com esses dois filmes clássicos: Jumanji e Zathura. Eu nunca tinha visto Jumanji até 2014, mas me lembro muito bem de me sentar em frente à televisão nos dias de sábado para assistir Zathura. Sinceramente? Eu não entendia nada hahaha! Achava tudo muito doido e levemente assustador (nada comparado com os terrores que minha mão me colocava para ver junto com ela, mas ainda assim...).

Foi só depois que eu cresci (e comecei a sentir saudade desses sábados preguiçosos) que percebi que esses dois filmes nada mais são do que dois terrorzinhos infantis maravilhosos! E imagina minha surpresa ao descobrir que existiam dois livros que inspiraram esses filmes e que a DarkSide iria lança-los *-*

Leia mais: O Fantástico Alfabeto Lovecraft | A Vida não me Assusta
Ambos fazem parte do selo Caveirinha, que é dedicado ao público infantil da editora. Por serem livros infantis eu já alerto que são diferentes dos filmes: nas produções cinematográficas temos uma expansão muito maior, uma história mais longa. Já os livros a gente consegue ler os dois em uma sentada, e isso não é ruim, afinal eles são voltados para crianças. Na verdade, o que mais me encantou nos dois é saber que foram a real inspirações para dois filmes que eu amo!

Para quem não conhece as histórias (faz favor, vamos ler os livros e ver os filmes), basicamente giram em torno de dois jogos tabuleiro, o Jumanji e o Zathura, sendo o Jumanji uma aventura na selva, e o Zathura, no espaço. Mas eles não são apenas jogos; digamos que eles querem deixar a experiência do jogador o mais real possível (hehe).

São dois livros muito imersivos. A gente logo de cara se vê envolvido na história de cada um e torce pelos personagens saírem vencedores. Apesar de serem aventuras fantásticas, carregam lições sutis, mas muito preciosas, além de sempre deixar aquela dúvida no ar: será que isso aconteceu mesmo?


Eu gostei das ilustrações porque elas ficam entre o real e o "aminado", além de serem lindas. Todo o trabalho gráfico do livro é muito bonito. Eles são num tamanho bem maior do que o convencional (eu tenho a teoria de que isso enche ainda mais os olhos das crianças) (e dos adultos hihi), com letras grandes e páginas bem grossas. São dois presentes perfeitos para crianças que estão aprendendo a ler e para adultos que querem reviver a nostalgia desses dois filmes tão marcantes ♥️


Foi só recentemente que parei pra pensar nesses filmes que não são adultos, e sim direcionados a um público mais jovem, mas que mesmo assim dão um medinho, sabe? Exemplos de fantasias infanto-juvenis acredito que existam várias (o próprio Stranger Things, Labirinto do Fauno, Goonies), mas infantis são poucas. Jumanji e Zathura, pra mim, são exemplos perfeitos disso. Não são feitos para assustar de verdade, mas sim pra deixar as nossas versões-criança pensando "nossa, se acontecesse comigo eu ia ficar apavorado!".


E, para completar, quem comprar qualquer um dos livros pelo site da Caveira (aqui e aqui) vai receber de brinde uma caixinha de lápis de cor super fofinha e delicada.


Os filmes, pra mim, são excepcionais. Como eu disse, comparados aos livros de Chris Van Allsburg, são bem mais completos. Eles juntam comédia e aventura de uma maneira tão legal e tão equilibrada, além de praticamente não envelhecerem porque eu tenho certeza que todo mundo gosta e não perde a chance de assistir. Eu gosto dos dois, mas não posso negar que tenho um amorzinho maior por Jumanji porque eu amo muito o Robin Williams também. (Inclusive, alguém assistiu ao remake? É bom? Tenho medo de ver e macular as boas lembranças que tenho do original.)


Se vocês fossem escolher apenas um dos jogos para jogar, qual seria? Espero que a resenha tenha deixados vocês curiosos para ler os livros e nostálgicos também. E, olha, tá aí dois filmes perfeitos para uma sessão nostalgia...

VAMOS JOGAR?

13 comentários :

  1. Eu nunca tinha parado pra pensar nessa questão do "terror infantil" até te ver refletindo sobre. Acho que eu devia ter assistido mais do gênero quando criança, ia crescer menos cagona, hahahah.
    Eu nunca vi Zathura, mas fiquei curiosa com a história agora. Já Jumanji eu adorava e AMEI a nova versão. Não é um remake, é realmente uma nova história com o jogo na versão video game. É zoado demais, e o objetivo é esse mesmo, mas nada infantil. Vale a pena!
    Adorei essas edições da Caveirinha, gente! Tenho um primo aprendendo a ler agora, deu vontade de comprar pra ele, acho que ia amar porque ele ama coisas selvagens e algumas de espaço, também!

    ResponderExcluir
  2. Olha, nunca tinha parado pra pensar no gênero "terror infantil" dentro da literatura, na época que era criança nunca li nada dentro desse estilo, que pena! Acho que devem ser ótimos para despertar o lado aventureiro e imaginativo dos pequenos. Dos filmes já vi Jumanji e amei (o remake não assisti), Zathura nunca vi mas deve ser bacana também.

    ResponderExcluir
  3. Zathura eu nunca ouvi falar, mas adorava Jumanji. Lembro muitos assistir o desenho e achar tudo aquilo meio doido e justamente por isso era tão legal. Amo o filme antigo, mas o novo não vi, pelo mesmo motivo que você. E os livros parecem ser muito legais, mesmo sendo menos completos que os filmes, como você falou. E eles são lindos (Darkside arrasando) e as suas fotos também.

    ResponderExcluir
  4. Fotos lindas e parabéns por mais essa resenha. Assisti os dois (não li nenhum) e principalmente o primeiro Jumanji me divertiu muuuuito (não assisti o mais recente ). Quase perdí o foco da resenha devido a presença da caveirinha fofa, provavelmente farei um clone de biscuit :)

    ResponderExcluir
  5. Eu nunca assisti Jumanji, mas amei Zathura... e me lembro de saber que havia algumas diferenças significativas do filme com relação ao livro. O personagem da senhorita Stweart, por exemplo, não existia no livro. E eu achava muito fofo os atores que interpretavam os irmãos. Mas todo mundo estava muito mais interessado em falar de Harry Potter na época da estréia e eu queria falar dos dois.
    Fiquei em dúvida se quero ler o livro. ai ai ai
    Vou pensar nisso, com uma xícara de café em mãos. rs

    bacio

    ResponderExcluir
  6. Gostei do seu post, seu site é muito bom mesmo, estou toda semana visitando e lendo seus artigos.

    Parabéns!

    Meu Blog: Loteria Ouro Branco da Sorte

    ResponderExcluir
  7. Nunca assisti Juamnji nem Zathura, será que estava em outro planeta...Como sempre a editora arrasa, achei um charme o lápis de cor...
    Fotos como sempre arrasaram...
    Abraços

    ResponderExcluir
  8. Eu sou apaixonada por esses dois, só que só assisti os filmes. São tão legais! Dá realmente um pouco de medo quando se é pequeno, mas é muito divertido!

    Adorei a postagem e seu blog está lindooo!!

    Beijo,

    www.mundodefany.com.br

    ResponderExcluir
  9. Nunca assisti Jathura mas já perdi as contas de quantas vezes assisti Jumanji! Amei o post e as fotos, quero muito esses 2 livros principalmente essa caixinha de lápis de cor super fofa haabah

    ResponderExcluir
  10. N consigo lembrar de ter assistido esses filmea na minha infância. Vim assistir jumanji um dia desses e adorei hahaha bastante divertido mesmo.
    Meu primo ama filmea nesse estilo, e já que ele vai completar anos mês que vem talvez eu compre pra ele esses livros (:

    ResponderExcluir
  11. Eu lembro que a primeira vez que assisti foi esse mesmo o pensamento que tive "e se acontecesse comigo" e a imaginação ia longe rsrs Acho que na sessão da tarde ainda passam esses filmes :) Não sabia que tinham livros e a criança dentro de mim já ficou curiosa para ver :) São dois títulos que com certeza já entraram na lista da próxima compra :)

    ResponderExcluir
  12. Não me lembro do enredo de Zathura, mas lembro que amava assistir. haha Jumanji é muito bom, fui até assistir o remake que teve ano passado. Saudades de assistir sessão da tarde, era tão bom. Eu amo os brindes da Dark Side. <3

    ResponderExcluir
  13. Eu sabia que Zathura tinha livro, porque descobri na bienal, mas estou surpresa que Jumanji é um livro. Gosto mais da versão de Jumanji, nunca assisti o original , mas espero tirar um tempo para isso

    ResponderExcluir

Recadinho: clique em "notifique-me" para descobrir qual foi minha resposta ao seu comentário, e para que possamos conversar melhor ;)