Floresta dos Medos (Emily Carroll)


A minha relação com florestas sempre foi de fascínio e medo ao mesmo tempo. Eu me lembro dos contos de fadas que se passam em meio a elas, mas também dos filmes de terror que minha mãe me colocava para ver com ela quando eu ainda era pequenininha. Quando me imagino numa floresta de verdade, há o extremo de ser uma experiência mágica e fantástica, ou assustadora e traumatizante. Por isso mesmo fiquei maravilhada quando terminei de ler Floresta dos Medos, pois, mesmo sendo uma graphic novel puxada para o terror, foi impossível não me encantar por todos os segredos que poderiam sair das florestas das histórias contadas.


Já era noite quando comecei a ler esse quadrinho. Sei que um pedacinho de mim estava guardando-o para quando o clima estivesse frio, só para que eu me sentisse mais imersa na história. Por um lado isso foi ótimo, mas, por outro... Embora alguns contos não tenham me causado medo, mas sim um verdadeiro fascínio de encher os olhos, alguns outros me deixaram com uma sensação muito estranha, me fazendo olhar de esguelha para a janela que ainda estava com a persiana aberta e por baixo das frestas da porta. Com certeza essa era a intenção da autora.

Emily Carroll é a autora e ilustradora, a idealizado desse livro. Seu traço carrega um tom sombrio presente em todas as ilustrações, mesmo quando a cena se passa num dia ensolarado. Os cinco contos presentes no livro, embora com certeza ainda causassem arrepios mesmo que fossem apenas escritos, ganharam um ar ainda mais melancólico e, por que não, aterrorizantes, graças a esse talento dela!


Não são histórias fantásticas beirando o absurdo. A gente realmente acredita que aquilo aconteceu com alguém, e que poderia estar acontecendo com a gente. Os contos, intitulados A casa do vizinho, As mãos de uma moça são frias, Seu rosto todo vermelho, Minha amiga Janna e O ninho (isso sem contar a introdução e a conclusão que são lindas e peculiares), são diferentes entre si, mas todos carregam o fato de se passarem próximos ou mesmo dentro de uma floresta. É como se a "floresta" fosse um personagem, uma presença assustadora e misteriosa. 


É um livro diferente de tudo que eu já li. Internamente eu desejei que alguns contos tivessem mais páginas porque eu sou uma pessoa muito curiosa. Mas não; o mistério de alguns vai continuar no ar. As ilustrações combinam com o texto, e vise-versa. Na verdade, acho que um não funcionaria sem o outro. Espero receber notícia em breve de novos livros com essa temática lançados pela autora.

Ah, e quem trouxe essa obra para o Brasil foi a DarkSide Books, então é de se esperar que a edição esteja linda (deu match ♥️). O título e os galhos na parte inferior têm textura. A folha de guarda tem uma ilustração que lembra tinta derretida, e as páginas são bem mais grossas do que costumamos ver em quadrinhos. Além de tudo, esses postais da foto acima vem junto com o livro para quem comprá-lo pela site da Caveira!

Era uma vez uma menina... que morava à beira de uma vasta e densa floresta.
O que acharam do livro? Se vocês pudessem visitar qualquer floresta do mundo, qual seria? (parte de mim fica entre levar esse livro para ler numa floresta e lê-lo apenas confortavelmente na minha cama quentinha e segura hehe) Espero que a resenha tenha animado vocês a lerem o quadrinho!

52 comentários :

  1. Nossa, que livro lindo! Apesar que falar isso das edições da Darkside é meio redundante, né? Adorei a temática também, nunca li uma história de terror em graphic novel, parece muito interessante. Quanto as florestas, eu só sinto admiração, fascínio e encantamento. Mas eu sou muito ligada a natureza, então quase nada nela me inspira medo, apenas respeito. Exceto a floresta de Aokigahara, que me assusta. Mas fiquei bem curiosa para saber se os contos desse livro vão me causar muito medo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A natureza também me causa um fascínio gigantesco. É um presente <3
      Tenho certeza que essa será uma leitura incrível para você!

      Excluir
  2. Belíssimo livro, nota-se logo o esmero da quaidade gráfica, a editora está de parabéns por disponibilizar uma obra de alto nível. O tema floresta me causa um certo pavor, sempre associo ao filme A Bruxa de Blair, que acho aterrorizante!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A DarkSide Books sempre faz edições lindas e que nos fazem ter um experiência de leitura ainda melhor!
      Nunca vi de verdade A Bruxa de Blair, então não sei como seria minha associação do filme ao livro hehe.

      Excluir
  3. A Darkside sempre arrasa em tudo, né? Não tinha como esperar menos deles *-* Ainda não tive a oportunidade de ler esse, mas fiquei muito curiosa

    ResponderExcluir
  4. Pode ser engraçado ou meio nada haver, mas a primeira coisa que me veio a mente foi, a floresta proibida do filme harry potter. Acho que a floresta que eu visitaria mesmo, é a proibida, talvez o Aragogue me fizesse uma visitinha rs (só pra quebrar o gelo).

    Eu gostei muito da resenha como sempre, amei os traços , e , pra falar a verdade me intrigou um pouco. Vou ve se tem online pra ler.

    bjão
    https://queridaka.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aaah, seu comentário me deixou nostálgica. Que vontade rever Harry Potter! Eu adoro as cenas que se passam na Floresta Proibida, mesmo elas sendo meio tensas hehe.

      Excluir
  5. Que LINDO esse marmorizado diferentão da folha de guarda! As cores super incomuns e movimentos idem, eu adorei (vontade de fazer uns, inclusive)!
    Acho que mistérios fantásticos que mais impactam a gente são os críveis, né? Que você termina a história achando que podia acontecer com você - e o fechamento indefinido, então, é a chave de ouro do gênero. Adorei. Eu tenho bastante medo de florestas, também, então é um cenário que me deixaria arrepiada, bem estilo Branca de Neve da Disney que vê terror ali até onde não tem...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo na sua mão se torna inspiração e objeto de arte <3
      Ah, e nem me fala de Branca de Neve porque esse filme era o pavor da minha infância haha. Até hoje não gosto muito daquele filme.

      Excluir
  6. Oi Luh, tudo bem? Eu também gosto muito de florestas. Ainda mais quando penso em histórias como Os contos de Grimm, outros contos de fadas, e todo o mistério que elas escondem. Andar por entre as árvores, ouvir sons que nem sempre sabemos o que é, a luz do sol por entre as árvores, é tudo tão diferente do mundo exterior. Esse livro ainda não conhecia mas achei bem interessante os contos que ele traz. Apaixonada por essa edição da Darkside. Beijos, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A histórias dos Irmãos Grimm são incríveis! Eu adoro tantos os contos quanto aquele filme que quse ninguém lembra haha.

      Excluir
  7. Oiiii! Como vai?? Menina, Emily Carroll além de talentosa é mil e uma utilidades, não é?? Nossa, que fantásticas as ilustrações, sem contar o fato que a premissa da história já nos parece espetacular desde o nome do livro! Bom, se eu pudesse visitar uma floresta no mundo, ficaria com as dos contos de fadas, juro! Mas essa aí eu não iria querer! Embora fascinante, me deu um certo mendinho! Rsrsr
    Seu trabalho, como sempre, lindo! Luxo!
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amaria visitar as florestas dos contos dos Irmãos Grimm hehe *-*
      Obrigada pelo carinho, amora!

      Excluir
  8. Oi Luana!
    Eu sou suspeita para falar das edições da DarkSide pois sou apaixonada pelo capricho da editora, mas nas Graphic Novels eles têm se superado!
    Quanta arte bonita em um livro só!
    Eu, como amante do terror e de graphic novels, já quero adquirir meu exemplar!
    Parabéns pela resenha detalhadíssima.
    Beijos,
    Amanda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado e que o post tenha te deixado com vontade ler o livro. Tenho certeza que vai adoar <3

      Excluir
  9. Suas fotos são lindas!
    Não gosto muito de histórias assombrosas. Haha... Se não me engano o último filme de "terror" que assisti foi "A Órfã" e tive que dormir de luz acesa. haha... Depois disso, acho que não assisti mais nenhum.
    Mas sei que tem muita gente que gosta demais destes temas em livros, então com certeza há um bom público.
    Eu já fui na floresta amazônica e com certeza voltaria para lá. E gostaria de acampar em alguma floresta no Colorado tb.
    ;)
    x

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, lindinha <3
      Aaaah, eu me lembro da primeira vez que vi A órfã e fiquei traumatiza haha. Mas hoje em dia assisto aquele e outros muitos filmes de terror super de boinhas.
      As florestas do Colorado são lindas *-*

      Excluir
  10. Oie... pronto. Li e fui ali fazer um chá enquanto me lembrava das florestas que conheci. Será que Bosque conta? Porque tinha um bem legal em Gênova e eu adorava andar por lá e fingir que estava perdida. Certo dia, no entanto, tomei um susto ao dar de cara com uma criatura esquisita (era apenas um homem-andarilho ou algo assim) mas o cuore foi parar na boca e a alma deixou o corpo. Acho que só voltou quando eu cheguei a casa, exausta de tanto correr. Adoro me lembrar desse dia. Foi uma aventura de menina.
    Mas eu gostaria de conhecer Floresta de Rothiemurchus, na Escócia. Já vi fotos, gravações que foram feitas lá e li muitas lendas sobre o lugar. A mais legal é por causa do túmulo de um chefe do Clã Shaw de Tordarroch. Dizem que o fantasma dele aparece por lá e desafia os visitantes para a batalha. rá
    E tem a A floresta de Ballyboley, em Larne, na Irlanda do Norte. Essa eu sei pouco a respeito, mas por ser na Irlanda já me atrai e as fotos que vi no instagram de um amigo mostrou um cenário incrível. Outra que está no meu roteiro pessoal é Screaming Woods que fica no vilarejo de Pluckley, em Kent... e adivinha: está no Guinness Book por ser a vila britânica mais mal-assombrada. Quero. Quero. Quero. Preciso. Preciso. Preciso. rs
    Pronto, estou a delirar as 8h da matina e lá vou eu atrás desse livro de contos.

    bacio cara mia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bosques contam sim hehe. Eu só consigo pensar em um dos meus lugarzinhos imaginários favoritos da infância: o Bosque dos Cem Acres <3 E, nossa, que susto hehe. Mas achei legal você dizer que gostava de andar e fingir que estava perdida. Eu fazia isso no meio da plantação de eucaliptos da fazendo dos meus avós!
      Você sabe bastante de florestas, moça. Tenho certeza que iria amar essa leitura *-*

      Excluir
  11. Eu sou suspeita para falar da Darkside, pois amo de carteirinha, estou querendo e namorando esse livro espero conseguir comprar ele e devorar todinho, gostei da resenha e faz querer eu parar de enrolar e comprar, mas ainda não comprei por falta de money rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que logo você consiga comprá-lo, chuchu :)

      Excluir
  12. Estou apaixonada por essa edição deles <3

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tá linda igual a todas que a editora faz haha <3

      Excluir
  13. Nossa que cativante sua resenha. Escreve muito bem.
    Como você citou, sobre o fascínio e medo ao mesmo tempo sobre a floresta. Eu me identifiquei haha.

    https://mydays.travel.blog/

    ResponderExcluir
  14. o livro é lindo e os contos parecem ser bem interessantes!
    também divido dessa mesma situação com florestas, uma mistura de fascínio, magia, curiosidade e também medo... hahahah

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho certeza que você iria amar essa leitura <3

      Excluir
  15. Desejo demais esse livro que tem uma gráfica maravilhosa, também pela sua história que deve ser surpreendente. Confesso que ao ver essas fotos e ler sua resenha, minha curiosidade aumentou, deve ser fenomenal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um livro muito diferente. Daria uma série da Netflix maravilhosa! Tenho certeza que vai ser uma ótima leitura :)

      Excluir
  16. Sou muito suspeita para falar do livros da DarkSide, sou apaixonada!
    Esse quero muito ler e já estou esperando o meu. Quando penso em florestas, já logo imagino contos de fadas sombrios e terror. Apesar de amar, não sei se leria sozinha no meio de uma hahaha.
    Tenho certeza, que como você, vou ficar com essa sensação de quero mais nos contos, mas também aprecio esses mistérios que ficam no ar.
    Amei sua resenha e não vejo a hora de ler. bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu ia me sentir uma própria Grimm lendo esse livro no meio de uma floresta haha!
      Fico muito feliz que tenha gostado da resenha :)

      Excluir
  17. Sabes que ando à imenso tempo à procura desse livro, nas livrarias de Portugal?
    Eu quero muito le-lo, meu deus!!! Tenho a certeza que quando folhear esse livro as memórias de infância tornam a vir à mente
    Beijinhos

    www.nadiaamatos.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom, boa sorte na sua procura, mas, se posso dar uma dica, talvez fosse melhor comprar pela Amazon. Acredito que eles entreguem para fora do país ;)

      Excluir
  18. Só quero dizer que já quero, parece ser maravilhoso. Tem uns compilados de curtas na Netflix que são mais ou menos dessa forma e achei ótimos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já me diz o nome desses compilados porque eu quero *o*

      Excluir
  19. Amei as fotos, como sempre arrasando!
    Mas passo esse livro...
    Abraços

    ResponderExcluir
  20. Eu achei incrível essa HQ e também desejei imensamente que alguns contos tivesse mais páginas, me apeguei a alguns personagens e queria muito mais histórias com eles <3 hehe um beijo!
    Colorindo Nuvens

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Incrível como a gente consegue se apegar aos personagens mesmo com alguns contos tendo poucas páginas... <3

      Excluir
  21. O ar sombrio da história já me faz querer ficar afastada (medo me define haha). Apesar disso, eu posso imaginar como a arte é surpreendente; parecem desenhos realmente bonitos.
    Abraços ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é nada que vá tirar o sono (eu acho hihi).

      Excluir
  22. Gostei do seu artigo, sempre com dicas e informações importantes. Seu site é um dos meus sites favoritos que estou sempre visitando..

    Parabéns!

    Meu Blog: Loterias

    ResponderExcluir
  23. Uau, Lu, que livro/quadrinho mais bonito! E adorei que são contos ao invés de uma história só, pois assim dá pra você ir lendo bem aos poucos, até mesmo intercalando com outra leitura (adoro fazer isso com livros de contos); e neste caso então, que as histórias tem uma pegada mais de terror, é até bom mesmo ler uma e dar uma parada, especialmente se for ler durante a noite, como você fez, ou na madrugada O.O
    Anyway, gostei mesmo deste livro e espero um dia conseguir ler (Dona DarkSide arrasando, como sempre, e nos fazendo ir à falência XD)
    Beijinhos e obrigada pela dica de leitura.
    Isabelle
    https://blogalgodotipo.wordpress.com/
    https://livrosgatoscafe.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eita, moça haha! Eu li um atrás do outro. Os contos não me fieram sair correndo... alguns só que me deixaram com vontade ^_^

      Excluir
  24. QUE COISA MAIS LINDA SOCORRO

    ResponderExcluir
  25. Essa edição está maravilhosa. A DarkSide sempre arrasa!
    Sempre tive fascínio e medo por florestas também e não foi a toa que adquiri esse livro.
    Amei sua resenha e fiquei mais ansiosa para ler.
    Bjs

    ResponderExcluir
  26. esse livro é lindo!
    tenho ele aqui e não canso de ficar admirando, porém ainda não li hahahaha, não sei o motivo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma hora ou outra você lê ele em uma sentada hehe.

      Excluir

Recadinho: clique em "notifique-me" para descobrir qual foi minha resposta ao seu comentário, e para que possamos conversar melhor ;)