Ch-ch-ch-changes #cacheia

I like my baby heir, with baby hair and afros
Apesar de a minha transição capilar ter terminado oficialmente no ano passado, eu só consegui ter as fotos do jeitinho que eu queria para o post agora. Todas elas foram tiradas com ajuda da minha amiga-pão-cogumelo Thay (thank u!).

Eu pensei em começar o post citando a famosa definição de "transição capilar", que eu encontro em diversos blogs e fóruns que tratam do assunto, mas resolvi não fazê-lo. Acho que esse vai ser um dos posts mais especiais e pessoais para mim, e eu quero que tudo seja dito por mim. Ah, e se preparem, porque vem texto por aí!


Eu sempre tive a a autoestima muito baixa. Isso se agravou depois dos meus cinco anos no fundamental dois. No sétimo ano eu escutei o primeiro "você é feia". Não adianta, depois que você escuta isso pela primeira vez, todos os "linda" vão soar levemente falsos. Eu não me acho bonita, não me acho atraente. Isso pode parecer fala de uma pessoa clichê, mas só quem tem a autoestima baixa de verdade  sabe como é horrível se olhar no espelho e não gostar do que vê.

Foi nessa época que eu tentei encontrar meios para me sentir mais aceita pelos grupinhos da escola. Comecei a usar maquiagem e chapinha. Depois de alguns anos com o dilema "alisar ou não alisar", e de me sentir extremamente desconfortável com comentários como (dizer isso em tom de deboche) "seu cabelo é bem volumoso, né?", "você devia usar redutor de volume" e, o pior, "gosto mais dele alisado", eu fui no salão e fiz uma escova definitiva. Não sei dizer se me sentia aliviada ou infeliz. Era estranho. Não era eu!



Quase um ano se passou, e eu me sentindo mal tendo que passar chapinha toda hora, de não poder deixar meu cabelo secar naturalmente, de sentir meu rosto exposto demais por causa do cabelo liso.

Foi na metade de 2015 que eu bati o pé e decidi deixar meu cabelo crescer do jeito que ele é. Foi ruim... foi horrível na verdade. Ficar com a raiz volumosa e as pontas lisas. Foi horrível sentir que todo mundo estava olhando para o meu cabelo. Ter de fazer rabo de cavalo quase todos os dias (odeio rabo de cavalo!). Ter de responder para meus colegas na escola o que estava acontecendo com meu cabelo. 

Isso durou exatamente um ano. Minha inexistente autoestima baixou mais uns níveis. Eu me olhava no espelho e me sentia cada vez mais esquisita. Por mais que alguns amigos em dissessem para aguentar mais um pouco, eu me vi várias vezes desejando fazer uma progressiva, só para não me sentir mais daquele jeito. O que me dava forças era olhar minhas fotos antigas e lembrar do quanto eu gostava do meu cabelo.


Em julho daquele mesmo ano eu dei adeus para a parte do meu cabelo com química. Foi tão rápido fazer o big chop (grande corte): num minuto eu estava com cabelo liso, e no outro não. Foi libertador! Mesmo ele não estando nem perto do que foi há alguns anos, porque ainda estava se acostumando (literalmente) à nova textura, não deu para não dar um sorriso de Cheshire quando meu olhei no espelho depois de a cabeleireira passar a tesoura. Aquele era o meu cabelo.




Embora eu não estivesse esperando aprovação ou aceitação de alguém (já desisti disso), foi bem complicado ouvir apelidos como cabelo de alface, de bombril ou bruxa. Como se ser bruxa fosse alguma ofensa. Os humanos são tão idiotas! Pode me chamar de bruxa sim, ainda mais se for por causa do meu cabelo. 

Eu vivo dizendo que as pessoas gostam de tacar pedras em coisas que brilham. Não que eu estivesse brilhando, mas parece que o fato de eu simplesmente estar me sentindo bem incomodava, ou fosse algo semelhante como um letreiro com as letras "me ataquem".


Muita gente não entende quando uma garota que passou pela transição diz que mudou muito depois dela, e sabem porque? Porque é preciso aguentar os olhares, os cochichos, e as palavras que machucam, para descobrirmos o quanto a gente pode aguentar. Foi um ano muito ruim, mas também foi um ano de libertação, de aceitação... e que valeu muito a pena. 

A minha autoestima ainda não é das melhores, mas, quando se trata do meu cabelo, eu me olho no espelho e penso: cara, meu cabelo é muito lindo!


Só deixando claro que esse post não é uma exaltação a cabelos cacheados. Eles não são melhores que cabelos lisos, alisados, ondulados, afros... assim como eu não sou melhor que uma garota que opta pelo alisamento. Cada um tem de ser do jeito que se sente melhor! Mas eu espero, do fundo do coração, que, se você alisa seu cabelo, é porque você quis e se sente bem assim, não porque alguém te disse que você ia "ficar mais bonita com os cabelos alisados".


Não me diga para alisar meu cabelo. Não continue achando que cabelos cacheados são cabelos mal-cuidados. Se você estiver bem no meio de transição e não aguenta mais, não desiste, moça! Poder ter seus cachinhos de volta é uma sensação maravilhosa. Se você continua usando escova e chapinha por pressão, por favor, pare. Seja livre, seja quem você é, seja o que te faz bem! #befree #cacheia

Isso é tudo, pessoal! Rainha Vermelha, 

SOMOS TODOS LOUCOS AQUI

64 comentários :

  1. Lu, o teu cabelo tá lindo, guria, lembro dele quando era liso (pelas fotos) e realmente, agora parece mais cheio de vida, acho que combinou muito mais contigo!
    Aliás, adorei essas fotos <3

    Sabe, eu tenho uma amiga e o cabelo dela é ultra mega cacheado, aí uma vez ela alisou e quando chegou na aula todo mundo falou "Que droga tu fez com o teu cabelo?", "Volte para nós!" e "Cadê os nossos cachos?", no outro dia, ela apareceu com os cachos divos de volta! A verdade é que por mais que algumas pessoas achem maravilhoso os cabelos cacheados, ainda tem aquelas que fazem preconceito - ela alisou porque uma tia dela disse que parecia um ninho de aranha - acredito que falou só porque estava com inveja :p

    Eu acho que tu está maravilhosa e arrasou muito com o vestido de gatos galáticos, All-Star azul e meia calça!
    Deixa que chorem na tua peculiaridade, Rainha Vermelha!

    PS: O meu lema é "Somos as netas das bruxas que vocês não queimaram!"

    | umapartedemimblog.blogspot.com |

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então você chegou a ver minha fase alisada haha! Muito obrigada pelo carinho, fofinha <3

      Nossa, que coisa horrível de se dizer para qualquer, que o cabelo dela parece um "ninho de aranha". Alguém tem que ensinar para esse tipo de pessoa que o único cabelo ruim é o que a gente encontra na comida. Eca!

      Oh, e nem me lembra desse meu "look", porque u já sinto vontade de repetir e ir ver Logan de novo *-*

      Excluir
  2. As fotos do posts ficaram lindas e passaram uma sensação de leveza. Você parece estar tão feliz, Lu! Impossível não sorrir :)

    Desde pequenina eu sempre fui apaixonadaa por cabelo cacheado e nunca percebi de fato quantas palavras negativas as donas dos cachinhos ouviam (para mim era algo surreal alguém falar mal de tanta beleza natural) até começar a crescer e ver o quão más as pessoas podiam ser.

    Acompanhei de longe toda a onda incrível de transição capilar e fico tão feliz ao ver que há tanta gente hoje se libertando e inspirando as outras pessoas pois realmente não é algo simples de se passar, mas com tanto apoio e exemplos por aí, fica um tiquinho mais fácil.

    Adorei o post, Lu! Estou muito feliz por você.

    Ps: seu olhar é muito lindo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada pelo carinho, florzinha *-*

      Eu realmente não consigo entender o que leva alguém a criticar o cabelo de alguém por mero prazer. É horrível! Por esse motivo que eu adoro ler depoimentos que pessoas que aceitaram seus cabelos do jeitinho que são.

      Beijos :*

      Excluir
  3. Oi Lu, tudo bem? Quando falamos sobre auto estima é bem delicado. Muitas vezes o ambiente coopera para que nos sintamos tristes ou menos aceitos, seja pela nossa aparência, pelo jeito que falamos, ou simplesmente pelo que somos. Durante um tempo também falaram sobre meu cabelo, já falaram sobre meu tamanho (tenho 1,50m), mas acredito que o importante é buscarmos segurança em nós mesmos, descobrindo nossos pontos fortes, sabendo no que somos bons e tentar fazer o melhor com a nossa vida. Faz pouco tempo que te conheço mas acho você uma garota incrível, não tem motivo para se sentir menos que ninguém ou ter problema de auto estima. Você é linda, simpática, inteligente, e faz muito sucesso com seu bloguinho tá. Pensa sempre assim! Beijos, Érika ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falar sobre autoestima é bem complicado para mim. Eu prego que cada um tem que se amar do jeito que é, mas eu não consigo fazer isso. é aquela história: faça o que eu digo, não faça o que eu faço.

      Muito, muito, muito obrigada pelo comentário e apoio, florzinha. Não tem ideia de como é importante pra mim! <3

      Excluir
  4. Seu cabelo é lindo menina! Que bom que voltou a deixar ele cacheados #TocaAqui! Olha, de uma pessoa que já teve baixa auto estima pra outra, auto estima não é algo que se adquire do dia pra noite, é um processo, uma luta, e envolve não só a questão da nossa própria aparência, mas também de ser quem somos, como somos. Eu meti a tesoura no meu cabelo esses dias, foi uma mudança bastante radical, que eu nunca tinha feito. Estava morrendo de medo da reação das pessoas, do que elas iam dizer. Num primeiro momento, me arrependi completamente de ter cortado, mas então, eu me olhei no espelho e percebi que gostei do resultado, e que não importava o que as pessoas iam dizer, eu estava feliz demais por ter cortado meu cabelo do jeito que eu queria, mesmo que não fosse agradar todo mundo. Sabe o que mais me surpreendeu? As pessoas mais importantes para mim foram as que mais gostaram do resultado. Acho que não importaria se eu tivesse cortado e ficado ruim, elas teriam gostado do mesmo jeito. Quem gosta da gente, gosta da gente do jeito que somos, e isso é muito legal <3

    Sabia que as bruxas eram, na verdade, mulheres que não se sujeitavam a seguir o sistema, mulheres que lutavam pelos seus direitos e faziam sua própria vontade, mulheres fortes que não tinham medo de ser quem eram? Nunca se ofenda quando te chamarem de bruxa, porque essa "ofensa" nada mais é do que um lembrete da sua própria força.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, Marina! Oh, e seu cabelo também está um amor <3 parabéns pelo corte e por estar conseguindo se aceitar, e ainda por ter pessoas que te apoiam ao seu lado.

      Oh, sim, essa é um das principais descrições de bruxa para mim, e não só as pessoas que fogem da religião cristã. Ser uma bruxa é estar em contato com toda a natureza, e se aceitar do jeito que é!

      Excluir
  5. Muito emocionante seu texto, passei por transição e me senti no seu lugar no texto em diversos momentos, parabéns pela força!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada amora, e parabéns para você também :3

      Excluir
  6. olha, passei por situação parecida, sou a cara do bulling o meu cabelo é "ruim" sou negra muito magra e nunca tive um rosto "bonito" Porém com tempo amadurecemos e percebemos que todas essas nóias e cobranças não servem pra nada, não nos acrescenta só nos diminui e quando se é novo só queremos aceitação o que nos leva a aceitar os padrões impostos. Hoje não tenho mais tantos problemas com minha aparência e olha pra você (parece que o jogo virou não é mesmo?) você é linda, o seu cabelo é maravilhoso nunca mude! Parabéns pelo post, vejo nele algo libertador carregado de amor próprio que transborda pra quem lê fazendo a gente se sentir livre. Sucesso!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, uma dos meus principais defeitos é que eu me diminuo demais, e isso está relacionado tanto coma a autoestima, quando coma a ansiedade. Mas eu sempre aconselho a todos a NÃO SE DIMINUÍREM, não se sentirem menos que alguém por ter um aparência considerada "diferente", porque NÃO É NADA DIFERENTE! Eu fico muito feliz que você tenha se aceitado do jeitinho que é <3

      Oh, e muito obrigada, chuchu!

      Excluir
  7. Convivi com esse sentimento de baixa auto estima por causa do meu cabelo por 50 anos. Também me libertei. A sensação é maravilhosa! Parabéns pela firmeza em sua escolha. Amei as fotos tb. Vc é linda! Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oh, querida, fico muito feliz em saber disso! E muito obrigada :3

      Excluir
  8. Seu cabelo tá maravilhoso! E o que são essas fotos heim? Tá certinha em mudar até se encontrar.. auto estima é coisa séria e o que faz bem pra gente não deve ser dá conta de ninguém! Arrasou ♥♥♥

    ResponderExcluir
  9. Eu passei pela transição no ano passado. A quimica que eu usava era pra cachear ele, mas estava "acabando" com ele.
    A única pessoa que me julgou durante todo o processo foi a minha mãe. Não queria que eu parasse, e ela fazia questão de deixar isso bem claro. Mas não liguei. Porque era o que eu quero. E estou muito bem agora 😁
    Parabéns por ter aguentado passar por todo o processo 💜

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa química para cachear é nova pra mim. Nesses anos todos, o pessoal me dizendo que eu tinha que alisar, e agora você me diz que queriam que você cacheasse? Eu realmente não entendo os humanos! o.O

      Ah, e eu fico muito feliz por você ter deixado essa neura de lado, amora <3

      Excluir
  10. Muito bom ver a sua superação ao ler seu post, realmente quando os cabelos lisos ou alisados estavam em alta, os volumes não eram bem aceitos, vemos atualmente a contrario do que era antes. Acredito que deve se sentir bem seja lisos ou cacheados. Forte abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Felizmente aquela "panelinha" de que cabelo cacheado só em bom alisado está acabando, mesmo eu ainda vendo piadinhas bobas sobre.

      Excluir
  11. Olá
    Primeiramente você arrasou <3 Também passei pela transição em 2015 e foi um ano muito difícil e mais difícil ainda fazer e conta que as opiniões não mexiam comigo ...No incio de 2016 eu resolvi cortar meu cabelo bem curto (não dava nem para prender) e nesse momento as pessoas começaram a me chamar de louca e até mesmo dizer na minha cara que não tinha gostado ,que meus cachos não iam voltar e coisas do tipo ...Hoje apos um ano e alguns meses que cortei ,meu cabelo já está com um ótimo cumprimento e o mais incrível é que as mesmas pessoas que falam mal dele ,hoje me elogiam.

    Eu amei seu post <3
    Parabéns !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, chuchu <3

      Infelizmente, esse tipo de comentário e o grande "incentivo" das pessoas é o que mais se escuta quando se passa pela transição. Eu fico feliz que você tenha conseguido seus cachos de volta!

      Excluir
  12. Que feliz que você tá passando/passou por isso! Não consigo imaginar como deve ter sido difícil. Parabéns, você tá linda <3

    ResponderExcluir
  13. Oi Lu! Só quero dizer que mesmo sem te conhecer, vejo a garota forte e inspiradora que você é! Só isso!💜

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oh, muito obrigada pelo carinho, fofinha <3

      Excluir
  14. Amei o seu texto! Como eu disse lá na sua page, eu já passei pelo processo, pelo mesmo motivo e é realmente difícil. Que bom que você não desistiu. E sério, eu te acho linda! Amei as fotos!

    Bjos, Marinspira <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado, amora. Muito obrigada pelo carinho *-*

      Excluir
  15. Lu, eu sempre adoro suas postagens, mas esse foi o post mais lindo e empoderador que eu já vi por aqui. Eu tenho anos e anos a mais de vida que você (vamos abafar o quesito idade por aqui... rs), e me identifiquei com cada linha. Porque hoje em dia, infelizmente, ser mulher, independente da idade tem muito disso. De ser repreendida por suas próprias características e ai de nós se gostarmos de algumas delas...
    Eu passei por uma transição capilar também, e mais ou menos na mesma época que você. Me formei na faculdade e, em agosto de 2015, teve meu baile de formatura. Eu já tinha diminuído as químicas, mas ainda estava longe de realmente me ver livre delas, meu cabelo estava naquele meio a meio: raiz ondulada e cheia e o resto liso). Cortei no ombro acho que em setembro, depois cortei de novo em janeiro. E, daí foi tudo. Toda a química. Eu me sentia, ao mesmo tempo livre de tudo e incomodada porque estava com os cabelos bem curtos e, no fim das contas, eram elogios de um lado contra aquele, 'se você escovar vai ficar lindo'.
    Eu fiquei quase um ano inteiro sem sequer escovar meus cabelos. Não por revolta, mas porque eu dizia a mim mesma, eu não preciso disso. E realmente, eu não precisava. Eu sentia falta dos cachos e de como eles me faziam felizes antes. E estão começando a fazer de novo.
    É sempre uma oscilação enorme entre está lindo e hoje estou uma droga. Mas a gente chega lá, porque o primeiro passo a gente já deu!
    <3 <3 <3
    xoxo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oh, Rê, muito obrigada pelo carinho!

      É exatamente assim que eu me sinto, e sei que muitas outras garotas/mulheres se sentem: retraídas por quererem explorar características só delas. Isso é tão, tão errado! Pelo amor de Deus, a gente está no século 21; ninguém deveria se sentir desse jeito!

      Eu fico muito feliz de saber que você conseguiu passar pela transição <3

      Excluir
  16. Seu texto ficou maravilhoso, é triste ver com as pessoas tratam as outros por não terem um estereótipo "da moda", que maltratam as outras pela aparência! Como você disse, os humanos são muito idiotas! Eu não teria coragem de fazer progressiva, pelo fato de perder totalmente os meus cachos, e é algo que eu não me sentiria bem, já que quando eu quero ele liso, é só fazer chapinha, não preciso ter ele liso o tempo todo, eu gosto de estar com ele cacheado e liso quando eu quiser kkk

    http://acordeicinderela.blogspot.com.br | BEEEIJOS!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, chuchu <3

      Oh, e continue com esse processo de chapar o cabelo quando quiser, pois é assim que deveria ser!

      Excluir
  17. Seu cabelo é lindo, essas fotos ficaram lindas, você é linda! <3
    Amo ler textos sobre a transição capilar, acho que ela muda mesmo a vida e autoestima das pessoas! Nada mais libertador do que se (re)descobrir, se aceitar e ser quem você verdadeiramente é, sem amarras. Gosto de uma frase que diz "a liberdade alheia incomoda quem se aprisionou por medo" e mesmo que estamos falando sobre cabelos, acho que se encaixa super. Nossos fios são, às vezes, uma representação de tudo o que há de errado na sociedade: o ego, o preconceito, os padrões, etc.
    Arrasou! Espero que seja cada vez mais feliz com seu cabelo volumoso, lindo, cheio de brilho <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito, muito, muito obrigada pelo carinho, lindinha <3

      Sobre essa frase, ela se encaixa em vários outros aspectos da minha vida, como assumir meu amor pelo País das Maravilhas e pelo mundo estranho e sombrio. Não é só o meu cabelo!

      Excluir
  18. Nossa Luana, me abraça!
    É confortante ler esse "desabafo" e como as pessoas "dão pitaco" na forma que tem que ser o cabelo alheio... Já ouvi de um cabelereiro que o meu cabelo tinha que ser natural! Sem ao menos perguntar qual era o meu desejo... AFF

    Já cortei curtinho e ja sofri com ele crescendo sem corte... é enlouquecedor!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pior coisa é quando o cabeleireiro, que trabalha com a autoestima das pessoas, vem dar opinião sobre o "alisar, não alisar, "pintar, não pintar"... o mundo tem de entender que o cabelo é nosso!

      Excluir
  19. Que post maravilhoso Lu! (posso te chamar assim, já chamando? haha). Tanto o texto, quanto as fotos estão perfeitas, pude sentir o quanto você realmente se sente bem com o próprio cabelo, mais você de verdade. E isso é algo incrível. Não tem beleza maior, do que quando alguém se sente bem consigo mesma. Parece que quando a pessoa se aceita, da forma que for, irradia positividade e uma energia tão boa que torna a pessoa realmente bonita.
    E o seu relato sobre baixa auto-estima e aguentar piadas das outras pessoas me fez lembrar muito da minha infância, embora nunca fosse por causa do meu cabelo. Eu era uma criança extremamente tímida e quando alguém caçoava de mim, pelo motivo que fosse, eu não sabia me defender. Quando tinha 12 anos foi a pior fase da minha vida, porque por conta dessa timidez e insegurança, os meus colegas perceberam que poderiam pegar no meu pé e me ofender o quanto quisessem, que eu não revidaria. Mas o pior não foram as brincadeiras de mau gosto, os insultos, as "ameaças", e o fato de me tratarem como lixo, foi realmente acreditar que eu valia tão pouco. Mas como você disse:"é preciso aguentar os olhares, os cochichos, e as palavras que machucam, para descobrirmos o quanto a gente pode aguentar."
    Acredito que no final das contas, todas essas experiências negativas que parecem horríveis na hora, nos tornam mais forte. Eu descobri que era possível mudar de escola, me readaptar, aprender a me defender e não deixar ninguém me fazer sentir como menos do que realmente sou. E não é porque eu não me encaixo em padrões e não sou 100% igual a maioria ,que não tenho o direito de me sentir linda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada por todo o carinho e por compartilhar suas experiências comigo, lindinha <3 Eu também sofri muito por conta da minha aparência e da minha timidez. No ensino fundamental, eu ficava quietinha, nunca falava nada, e isso me rendeu algumas fobias bizarras e ansiedade. Quando cheguei no terceiro ano do médio, eu também acabei sendo vítima de muitas piadas sem graça porque... tá, eu sou meio esquisita, mas até aí tudo bem, eu não provocava ninguém. Quando alguém fazia algo que eu não gostava ou que magoava, juro que eu tentava não ligar, mas às vezes saia uma resposta bem mal educada. Não me arrepende de nenhuma delas! Que bom que você descobriu o quão forte podia ser :D

      Excluir
  20. fico radiante com isso Luana!
    acho que passei menos ruim que tu, mas durante minha vida sempre tinha alguem que vinha falar que eu era magra de mais, que precisava comer e com aqueles apelidos basicos dos magrelas! e isso me detonava e ainda detona, é minha criptonica sabe?! o que pior é que eu realmente nao me gosto assim! odiava quando alguem vinha me elogiar por eu ser magra. conseguir ver que a pessoa nao me achava bonita de verdade, era só por ser magra.
    e com isso vem o cabelo, meu cabelo é isso e todo mundo dizia que era lindo, mas ele não é. era a mesma historia, eu sabia que diziam só por ser liso! quando tu acorda e percebe que esses elogios nao sao verdadeiros, sao impostos, a coisa fica muito pior!!!

    as fotos ficaram lindas e passa bem o quanto tu esta plena e feliz com o cabelo! queria essa felicidade toda kkkk me dou bem com ele por que ele nao precisa de cuidados, ele estando virgem, é de boas. mas nao gosto de cabelo liso, é tao sem graça hauhauahua meu sonho seria ter aquele cabelão cacheado, ser uma "leoa com juba" huahauhaauauhua quando aprendi a usar o baby liss e consegui deixar ele cacheado pela primeira vez eu quase chorei!!! e fico bem emocionada em lembrar. me senti como nunca tinha me sentido antes, me senti Mulher! muito loko kkkkkkk

    mais uma vez fico feliz por ti e que esse post consiga encorajar mais pessoas!
    parabens!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É triste quando sentimos que um elogio não é verdadeiro, ou que ele é feito por conta de uma característica específica, mas que não nos defini de verdade, né? A gente vai se acostumando com essa sensação, mas ainda sim é algo ruim.

      Oh, e eu conheço tanta gente de cabelos lisos que gostariam de ter cabelo cacheado haha! Tenho uma amiga que é japonesa e o cabelo dela é liso, mas um liso escorrido; eu vivo dizendo que ele é lindo, mas ela diz que gostaria de ter um pouco mais de volume. Acho que é por essas razões que é importante irmos nos aceitando do jeito que somos, mesmo que aos poucos :)

      Muito obrigada pelo carinho <3

      Excluir
  21. LUUUUUU que texto lindo ❤ senti no meu coração tudo o que você escreveu, pois vivi essas coisas na pele também e sei o quanto é aterrorizante ser algo que as pessoas definiram que é o melhor para você.
    Parabéns pelo seu cabelo, pelo texto, pelo blog e por ser uma inspiração tão grande pra mim 💕 e parabéns pelas fotos tão lindas! Beijão enorme, alteza ❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada por todo o carinho, amora <3 Fico lisonjeada em saber que sou uma inspiração para você. Espero, do fundo do meu coração, que nunca, ninguém, te influencie a fazer ou ser algo que você não quer!

      Excluir
  22. As fotos ficaram lindas Luh!!!
    Já tentei de tudo pra ter o cabelo cacheado( eu acho muito lindo!), mas nunca dá muito certo porque ele é muito fino não sustenta, então eu estou me conformando com as ondulações que tenho.
    Porém no momento estou muuuito animada porque minha mãe, depois de anos alisando o cabelo resolveu deixar os cachos voltarem\o/
    Não sei os motivos que a fizeram alisar o cabelo, só sei que vou ajudá-la a passar por essa fase que o não vai faltar são críticas.
    Enfim, parabéns por ter conseguido passar por tudo você é muito forte e LINDA, por favor sei que é clichê e você já sabe, mas não esqueça o que define a beleza nas pessoas são o que elas são interiormente e não exteriormente😉😘❤️

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou, amora! Fiquei muito feliz em saber que sua mãe está disposta a deixar os cachos crescerem, e mais ainda por você estar dando apoio a ela *-* ah, e não fiquei triste com as suas ondas, pois cabelos ondulados são lindos.

      Excluir
  23. Parabéns pela força, lu! Acho que acima de tudo temos que nos sentir bem em relação ao que somos e a nossa auto imagem e você mostrou nesse post, a importância de ser forte e de se sentir bem! Eu por exemplo sempre fui magrinha, mas não gostava, sabe? Não me sentia bem. Passei a ver que não é isso que importa, o importante é estarmos bem.

    Beijos♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, amora <3 Ooh, e sim, o mais importante é nos sentirmos bem <3

      Excluir
  24. Que palavras lindas! Você traduziu super bem o que é passar pela transição! Também encarei e foi a melhor coisa que eu poderia ter feito! Foi maravilhoso aprender mais sobre mim e gostar das minhas características.
    Uma coisa que amei ler foi o seu comentário sobre exaltação aos cachos. Acho que essa onda de incentivar a transição capilar trouxe alguns problemas como ataques a quem alisa. Sendo que, como você disse, ninguém é melhor que ninguém e todas tem o direito de fazer o que quiser com o cabelo: Cortar, raspar, pintar, prender, alisar e etc!
    Que você inspire muitas meninas por ai! E o mais importante: que cultive sua auto estima todos os dias... você é linda!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, lindinha! <3

      Oh, eu acho simplesmente horrível encontrar comentários do tipo "cabelo cacheado é mais bonito que cabelo liso", ou "em terra de chapinha quem tem cachos é rainha". Não, não e não! As garotas que optam pelos cabelos naturais não são melhores que quem usa chapinha, escovas e tudo o mais!

      Excluir
  25. Quanto amor em um texto! Não cheguei a fazer química, mas por anos usei chapinha/secador, até que ano passado resolvi largar tudo e voltar pros cachos. A gente sente uma liberdade incrível, né? Hoje amo meus cabelos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado do post e que tenha decidi se assumir da maneira como se sente bem, amora :)

      Excluir
  26. Que linda!
    E não é só no cunho estético. Cara, você é linda de alma! E vai por mim, eu não me engano fácil.
    Seu cabelo está muito bonito e a sua amiga arrasou nos cliques.
    Quanto ao seu texto eu super concordo em relação ao que disse sobre ser alisar ou cachear se quiser. A pior coisa que tem é se sentir pressionado a fazer algo que não queira.
    Te desejo toda a felicidade do mundo e que possa se olhar no espelho e ver o quanto é bonita.

    Beijinhos,
    Aline Magalhães
    Alineland

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada por todo o carinho, fofinha *-*

      Excluir
  27. Que lindo seu post. Estou encantada por você e pelo seu cabelo. É sério, que cabelo lindo, se alguém falar mal dele pode ter certeza que é inveja, da beleza dele e da sua coragem de remar contra a maré. Você é linda, tenha certeza disso. Saiba que até com cabelo liso eu já ouvi muita coisa ruim, meu cabelo era liso e com a parte de trás toda quebrada porque eu prendia muito para ir para a escola, ai quando ele estava solto não ficava muito lindo, porque dava pra sentir no toque os cabelos quebrados sabe. Botei na cabeça que queria fazer escova, minha mãe foi lá e deixou fazer, me senti bem na hora, mas depois continuei não me sentindo bem, porque na verdade meu sonho continua sendo ter cabelos cacheado. Fui crescendo e meu cabelo mudou, ficou lindo, com volume, ondulado nas pontas sabe, o cabelo da Gisele Bündchen, um dia fui lá e cortei long bob. Hoje me olho no espelho e não gosto do que vejo, meu cabelo está minguado, sem as ondulações e muito liso. Mas sei que foi uma escolha errada que fiz e tento me aceitar a realidade.
    Parabéns por ter aguentado firme e forte a transição, muita força para melhorar sua alto estima! Porque realmente a pior coisa que tem é não se encontrar, não se achar bonita!
    Muita força e sucesso gata !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, florzinha. <3

      Olha, se posso te dar um conselho, é melhor se arrepender do que você fez (cortar o cabelo) a se arrepender do que não fez (ficar com a ideia de que devia ter cortado na cabeça). Eu sei mais que ninguém que os cabelos demoram crescer, mas tenha paciência porque um dia você vai ter suas ondinhas de volta. Enquanto isso, tente achar meios de se sentir mais bonita do jeito que está <3 força, moça!

      Excluir
  28. Uauu! Você arrasou no texto, as suas palavras transbordam muito sentimento. Seu cabelo é lindo! Eu amo cabelo cacheado, deixa o rosto tão mais bonito. O que importa é nos sentirmos bem e nos amarmos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz que tenha gostado, amor <3

      Excluir
  29. Eu não tenho cachos, mas acho lindo quem tem e sabe cuidar bem deles, vc é linda e verdadeira, sei muito bem que palavras machucam, se sei...Parabéns pela mudança para melhor que vc deu! Muito sucesso na sua vida. Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada pelo carinho, fofinha :3

      Excluir
  30. Seu cabelo ta lindo ! parabéns pela determinação e força. Ahhh e quanto a auto-estima, você é linda, menina e seu cabelo ta mais ainda! não precisamos de progressiva para ser feliz ! Beijo

    ResponderExcluir
  31. Oi Luana! Que bom que você deixou seu cabelo natural novamente. Ele é lindo cacheado.
    Eu também já me importei muito com a opinião dos outros nessa vida, mas não vale nem um pouco a pena. A gente aprende isso com o tempo. Viva você, viva do seu jeito. Seja feliz do jeito que você é. As pessoas sempre vão falar, mas a gente não pode se importar.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tenho tomado consciência de que, independente do jeito que somos, as pessoas falam... então deixa elas falarem, haha. Muito obrigada <3

      Excluir
  32. Seu cabelo é lindo Lu , ainda nõ tenho coragem de deixar o meu natural hahaha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, moça. <e lembre-se que o mais importante é você se sentir bem :)

      Excluir

Recadinho: clique em "notifique-me" para descobrir qual foi minha resposta ao seu comentário, e para que possamos conversar melhor ;)