Sorrisos roubados e brinquedos quebrados


Eu sempre fui um ser meio estranho (pelos menos na concepção humana) e com gostos muito peculiares, a começar pelo fato de o meu livro favorito e que inspira a minha vida diariamente ser Alice no País das Maravilhas. Não sou egocêntrica a ponto de não saber que centenas de pessoas amam essa obra, mas, infelizmente, eu não conheço nenhuma! Ok, não estou aqui para falar do País das Maravilhas, mas sim da minha imaginação fértil demais e que gosta de coisas um tanto quanto singulares. 

Misturem uma imaginação extremamente fértil com gostos bizarros e esquisitos, mais alguns sonhos bem estranhos e perturbadores... pois é! Por causa de tudo isso, eu sempre estou criando alguma coisa (ou pensando em criar). Eu preciso externar meus pensamentos, e uma das formas que eu mais gosto de fazer para trabalhar isso é tirar fotos.

Recentemente eu "descobri" um grupo cheio de outras pessoas que gostam de coisas similares as que gosto. Ele foi criado pela incrível fotógrafa Patrícia (Tyta) Montrase. As fotos dela são maravilhosas, sempre com aquele tom sombrio ♥ que os fãs do Tim Burton adoram. Vou deixar os links da Tyta olha a intimidade! e do grupo ali em baixo para que vocês possam conhecer e se juntarem aos peculiares.

Em fim, inspirada num dos projetos autorais da Tyta que eu mais gostei, o Rest in Peace, que tem como objetivo fotografar cemitérios pelo mundo, aproveitei que eu estava do lado de um cemitério e fui fotografar um pouco.

descance em paz


O nome do post foi ~emprestado~ do livro O Lado Mais Sombrio (já leram a resenha?). No capítulo "Sorrisos roubados e brinqueods quebrados", a protagonista acaba entrando sem querer no lado negro do jardim das almas. Tudo bem que cemitérios são locais onde os mortos descansam, mas as pessoas que vão vistá-los não saem de lá muito felizes (sorrisos roubados); fora o fato de terem diversas imagens e crucifixos em estado penoso (brinquedos quebrados).


Lembrando que, se você for fotografar um cemitério, o respeito é fundamental, independente da sua religião ou crença. Evite subir em cima dos túmulos e não tire nada de dentro do cemitério (fotos, flores, crucifixos).

Ah, e eu sei de pessoas que saem de cemitérios extremamente carregadas com energias negativas. Eu, felizmente, não sai de lá me sentindo "pesada", mas é claro que áurea muda um pouco. Estar lá, no meio de pessoas mortas, com um silêncio perturbador, e imaginar o quão triste os parentes e amigos devem ter ficado é algo bem... instigante. Uma sensação diferente, não sei explicar!





essa foi minha foto preferida por causa da árvore seca, que me lembra a Cidade do Halloween no filme O Estranho Mundo de Jack (The Nightmare Before Christmas) *-*








As minhas fotos ficaram um pouco diferentes das da Tyta, já que as delas estão em p&b, além de terem sido tiradas com um câmera profissional. Eu tentei fazer o meu melhor com a minha querida compacta, e também deixei elas num tom sépia. Depois que terminei de editar e olhei todas comecei a lembrar das fotos que eu vi nos livros do Ransom Riggs ♥









Acompanhe a Tyta: O Lar a Srta Montrase Para Seguidores Peculiares (grupo) | Site | Site (artístico) | Facebook | Fanpage | Instagram | Twitter | YouTube

Gostaram das fotos? Qual foi sua favorita? Alguém aí também tem algum gosto ou característica peculiar?

Obrigado por tudo, pessoal!

SOMOS TODOS LOUCOS AQUI

26 comentários :

  1. Passei um tempo absorvendo cada fotografia, e já ia perguntar pelo amor de Deus que filtro foi esse que tu usou pq tá perfeito, traduz bem a energia do ensaio pro outro lado da tela do PC! hahaha Aqui em jundiaí, o cemitério municipal tem jazigos com uma arquitetura muito bonita que lembra demais esse onde vc foi, mas infelizmente (ou felizmente não sei) ainda não tive a chance de entrar lá, por nenhuma razão e tenho vergonha de ir só pra fotografar XD Ah, parece que tem uma pessoinha toda de branco perto da árvore do Halloween! hahaha

    Um beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fui eu que fiz esse filtro; demorou para ficar do jeito que eu imaginava, mas deu certo. Fico muito feliz que tenha gostado! <3

      Já fiquei curiosa para conhecer esse cemitério de Jundiaí :D apesar de achar os cemite´´rios que lembram jardins mais "acolhedores", prefiro esses de lápides grandes hehe (só eu mesma para ter PREFERÊNCIA por cemitério!).

      Quem sabe essa pessoinha de branco não é um fantasma?! o.O

      Excluir
  2. Acho que a fotografia é uma arte e que deve ser respeitada e apreciada. Você Lu tem um talento tão grande, amo suas fotos. Não conhecia o grupo que citou, achei as fotos parecendo de filmes antigos, aquele ar sombrio mesmo. Eu gosto muito de fotos preto e branco, não sei se é porque ainda peguei essa fase né, já que sou velhinha mas acho que retrata algo que o colorido nem sempre consegue mostrar.
    Lindo post! Quanto ao seu jeito, eu acho ótimo ser fora do padrão, ter gostos estranhos ou diferentes. bjs
    www.simplesmenteciana.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada pelo elogia, amor <3 a minha intenção era deixá-las com cara de fotos antigas!

      Moça, você não é "velha", é experiente e nasceu na época mais legal, quando as fotos eram impressas na hora *-*

      Excluir
  3. Confesso que sou um pouco medrosa, não olho pra dentro de cemitérios quando passo em frente deles, entrar pra fotografar? Vish nem pensar hahahaha mas, não preciso nem mencionar o quanto amo suas fotografias, elas sempre me impressionam pela riqueza de detalhes. O efeito que você pôs na foto deixou tudo ainda mais magnífico!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A maioria das pessoas que eu conheço também term medo haha! Fiquei muito feliz em saber que gostou, florzinha :)

      Excluir
  4. Eu amei muuito essas tuas fotos, Lu! Adoro essa atmosfera que criou e, ficou perfeito! Já fotografei em um cemitério mas nunca tratei as imagens ahha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, amor *-* fiquei curiosa para ver as suas fotos!!

      Excluir
  5. Quero deixar bem claro que sou mega apaixonada por Alice rs
    As fotos ficaram incríveis, mas para tirá-las como vc fez acho que tem que ter um algo mais que eu não consigo explicar. Por exemplo, seu eu fosse no cemitério para tirar fotos minha visão seria totalmente diferente e provavelmente não teria o mesmo efeito sutil que tiveram as suas. Adorei a ideia!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma pena a gente não morar perto :p

      Muito obrigada! Fico feliz que tenha gostado <3 eu adoro coisas sutis, porque eu sempre tenho uma interpretação das minhas fotos, mas as outras pessoas podem fazer uma interpretação completamente diferente, e nem por isso vai estar errado!

      Excluir
  6. As fotografias ficaram com um tom sonbrio perfeito! Fiquei morrendo de vontade de tirar umas fotografias assim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tom sombrio é o meu tom hehe Muito obrigada!

      Excluir
  7. Olá!

    VEMCÁ ME ABRAÇAR LINDA! Hahahahaha. Sou fã de Alice, então tenho a mesma sensação que você. Eu gostei muito das suas fotos, fiquei refletindo por horas cada imagem, eu não sei, eu realmente fiquei com vontade. Bom, já eu tenho um ver totalmente diferente. Eu sempre saio com uma tristeza, uma negativa ruim quando volto de lá, mas cada um com sua percepção! Mesmo assim, adorei sua ideia de fazer um post assim.

    Oxente, leitora!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quero morar perto de pessoas que gostam de Alice E QUE estão dispostas a conversar comigo sobre o livro hehe!

      Fico muito feliz em saber que gostou <3

      Excluir
  8. Eu nunca fui em cemitérios com lápides, nesse estilo das suas fotografias. Tenho um espírito bem sensível e não se se aguentaria visitar o espaço, porém já fui naqueles cemitérios que é todo em grama e a marcação das lápides com uma plaquinha.
    Suas fotografias ficaram maravilhosas!
    Também tenho mania de imaginar além do que os olhos podem ver. Como imaginar quem está nessa ou naquela lápide, como era a vida da pessoa... Sabe, ir afundo!
    A Bela, não a Fera | Youtube A Bela, não a Fera | Fã Page no Facebook

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aqui tem um cemitério desses que parecem jardins, mas eu confesso que gosto mais desses com as lápides :) uma das minhas peculiaridades!

      Muito obrigada pelo carinho, chuchu <3

      Excluir
  9. Nossa! Suas fotos são muito boas!

    ResponderExcluir
  10. Fiquei apaixonada pela foto da cruz grandona em destaque, as nuvens super branquinhas atrás deram um mega contraste!
    Eu nunca me senti mal em cemitérios porque não acho a morte necessariamente algo ruim, mas confesso que não gosto muito da "ostentação", sabe? Mas entendo que isso vem de vários aspectos culturais e sociais, então quem sou eu pra criticar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz que tenha gostado, amora :)

      Também não consigo ver a morte em sim como algo ruim... não é bom, claro! Mas também não deveria ser encarada como algo horrível. Sobre a "ostentação" em cemitérios, como você disse, vem de muito tempo!

      Beijos :*

      Excluir
  11. Não gosto muito de cemitério, confesso que tenho um pouco de medinho, mas o fato de não gostar não é nem medo. É pelo fato de olhar as fotos das pessoas e imaginar quantas pessoas morreram na metade do caminho da vida. Me sinto triste ao sair, principalmente dia de finados com tantas pessoas chorando. Mesmo não conhecendo aquelas pessoas, nem sabendo se são boas ou ruins, me sinto deprimida por elas. Acho a morte, triste demais. :(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como eu disse no post, eu fui embora com uma sensação diferente, mas não triste. :)

      Excluir
  12. Adorei suas fotografias!!
    Também adoro fotografar em cemitérios, isso me fez lembrar de umas fotos que tirei em um cemitério em Buenos Aires e que estão lá no meu computador esperando serem tratadas e postadas rs.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fiquei curiosas para essas fotos que você tirou! :D ah, e eu fico muito feliz que tenha gostado das minhas fotos.

      Excluir
  13. Eu acho cemitérios lugares lindíssimos, mas só fui duas vezes e não fiquei por muito tempo.

    bruna-morgan.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu teria ficado mais, se meu pai não tivesse aparecido depois de meia hora e anunciado que tínhamos que ir embora :p

      Excluir

Recadinho: clique em "notifique-me" para descobrir qual foi minha resposta ao seu comentário, e para que possamos conversar melhor ;)