Supergirl: FEMININA & PODEROSA


Supergirl foi criada em 1959, por Otto Binder e Al Plastino. Originalmente, de acordo com Natania Nogueira, as histórias da super-heroína retratavam “o ideal de mulher que a sociedade dirigida pelos homens espera ver representada”. Isso porque, embora possuísse os mesmos poderes do Superman, ela é posta de lado pelo primo para ser sua “arma secreta”, atuando como coadjuvante, tanto que, diga-se de passagem, a super-heroína se sacrifica para salvar o primo e todo o universo na épica “Crise das Infinitas Terras”.



No cinema e na TV, Supergirl já foi interpretada por três atrizes: Helen Slater (no filme Supergirl, de 1984, que acompanhou a mitologia cinematográfica estrelada por Christopher Reeve); agora temos Melissa Benoist na série que pode ser vista na Warner 44, que afirmou sem pestanejar: “Eu acho ótimo, porque, o que é o feminismo senão para todos nós. Ela [a Supergirl] tem todos os mesmo poderes que ele [Superman] tem. […]


O visual da personagem tem sofrido altas críticas por mostrar Melissa/Kara com roupas delicadas, sendo que ela é uma super heroína. A questão aqui é: ELA NÃO PODE SER FEMININA PORQUE LUTA E TACA PANCADA NOS CARAS MALVADOS? TANTO PODE QUANTO DEVE! A Kara é uma personagem delicada, secretária de uma editora de revista famosa, mas também luta, sente raiva, é PODEROSA. Não há problema nenhum em ser FEMININA e SUPER HEROÍNA!


Parece uma boneca de tão delicada *.* mas luta como um homem haha

Em tempos de violência contra a mulher (não apenas no Brasil, mas também ao redor do mundo) é muito importante a presença de uma personagem forte que possa servir de inspiração, assim como fazem também outras personagens femininas e feministas na televisão e, mais ainda, um seriado que se proponha (quer seja em mais intensidade ou menos) a questionar os valores dominantes e os papeis atribuídos a homens e mulheres. Afinal, gênero, muito mais que algo dado biologicamente, é algo construído culturalmente.

Parafraseando o slogan de um filme da década de 70, “Você vai acreditar que a mulher pode voar”.

E vocês, assistem à série? Gostam? Pretendem assistir? Contem pra mim!

xoxo :*


{Nellie, colaboradora}

17 comentários :

  1. Eu tenho tanta vontade de assistir essa série, mas minha lista está lotada no momento, estou perdida com tantos episódios atrasados então começar agora não é uma boa ideia, mas um dia ainda assisto. Vi o trailer dela no youtube e achei incrível, sério, uma heroina assim com os mesmos poderes do SuperMan, quem disse que as mulheres também não podem ser heroinas e combater o mal? Adorei
    http://meiosentimental.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É exatamente o que a Kara fala na série o tempo todo, que ela é prima do Clark e tem tanto poder quanto ele e pode ser uma heroína sim. Acho que quando você tiver tempo pra ver, vai se apaixonar totalmente :) a cada episódio, no final tem uma lição de moral muito boa! Sou super fã (tb to atolada nas séries kkkk) xoxo :*

      Excluir
  2. Estava cheia de expectativas quanto a essa séria, porém mal consegui assistir o primeiro episódio, não curti, mais para frente vou tentar ver mais alguns episódios, vai que melhore! Concordo com você quando fala sobre a necessidade de ver mulheres fortes, inspiradoras e isso pode vir de uma mulher delicada e feminina.
    quadrofeminino.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. algumas pessoas tem criticado bastante a série, eu n vejo motivos sabe? claro que a série é voltada mais para jovens/adolescentes, mas passa mensagens bem lindas e merece uma segunda chance <3 até pq já foi confirmada a segunda temporada. que bom que você tbm concorda comigo! xero :*

      Excluir
  3. Respostas
    1. Onw que fofa, obrigada <3 se você assistir e gostar, me conta tá? Xoxo :*

      Excluir
  4. Já assisto a um tempo e acho ótima ! Muitas séries e filmes hoje em dia estão inserindo o feminismo como um dos temas principais.

    http://mklawand.wix.com/escritoporumagarota

    ResponderExcluir
  5. Eu comecei a assistir SuperGirl essa semana,e já amei!Os personagens,os efeitos,as lutas!E olha que eu não sou muito fã de heróis,viu?Mas to adorando a série!Beijos :3

    http://everything2k.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Admito que no começo não gostava muito da atriz (ela era meio sem graça em glee), mas depois acabou se encaixando super bem com a série. Os personagens são incríveis e adorei o papel dela como principal. Acho que amadureceu ♥

    ResponderExcluir
  7. não conhecia a série,mas se ela é prima do Clark tenho que assistir,amo os filmes do Superman,amei seu post muito bem explicado

    ResponderExcluir
  8. Que post lindinho!!! Amo supergirl já assisti algumas vezes e amoo <3

    ResponderExcluir
  9. Não assisti o filme, mas estou louca para assistir a série! Parece estar incrível, mas a quantidade de série atrasada... Quero logo as férias para colocar tudo em dia e começar essa ;)

    Fiquei surpresa em saber das críticas do vestuário dela. Não sabia que existiam.

    Beijos :*
    http://ohamoramia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Comecei ver essa série e gostei quanto ao visual acho ela linda.

    ResponderExcluir
  11. Comecei ver essa série e gostei quanto ao visual acho ela linda.

    ResponderExcluir
  12. Antes mesmo de ler o post preciso deixar aqui o comentário do meu filho de 7 anos, "mãe não precisa ler isto você é a super-heroina do seu filho"kkkkk como não amar estas pessoinhas tão encantadoras.

    ResponderExcluir
  13. Ainda não comecei a assistir mas pretendo assistir em breve, parece ser muito boa!

    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Acho super bacana todos os conceitos envolvidos, só não assisto porque não curto muito isso de super-heróis e super-heroínas. Adorei o post, abraços!

    www.somenteonecessario.com

    ResponderExcluir

Recadinho: clique em "notifique-me" para descobrir qual foi minha resposta ao seu comentário, e para que possamos conversar melhor ;)