Últimos filmes que assisti #14


♥️ O Labirinto do Fauno: Em 1944, na Espanha, a jovem Ofélia e sua mãe doente chegam ao posto do novo marido de sua mãe, um sádico oficial do exército que está tentando reprimir uma guerrilheira. Enquanto explorava um labirinto antigo, Ofélia encontra o Pan fauno, que diz que a menina é uma lendária princesa perdida e que ela precisa completar três tarefas perigosas a fim de se tornar imortal.

Antes de mais nada, preciso dizer que eu jurava que esse filme era aquele do Labirinto do Rei dos Duendes hehe. Acabei descobrindo o equivoco só na hora de comprar, mas mesmo assim trouxe o DVD para casa. Assim que liguei percebi que estava em espanhol. Meu primeiro pensamento foi o de devolver, só que depois de um tempo a gente nem liga para a outra língua (que é bem parecida com o português) ou para as legendas.

O filme é maravilhoso! Não pensei que fosse gostar tanto, mas esse acabou entrando para a minha lista de favoritos. Não escondo de ninguém que amo contos de fadas e qualquer história que tenha esse "ar" mágico. O Labirinto do Fauno nos faz lembrar que, mesmo quando as coisas parecem horríveis, a gente ainda pode acreditar na magia, na simplicidade e na felicidade da vida. A gente pode ter esperança apesar de tudo. Parafraseando o Fauno, se a porta está trancada, crie sua própria porta.

A fotografia é linda, com cenários lúdicos e personagens bem marcantes. Sabe aquele mostro que tem os olhos nas mãos? Pois é, finalmente eu descobri que ele pertence a esse universo. A Ofélia me fez lembrar de mim mesma quando criança: eu adorava explorar e inventar histórias. Acredito que o mais legal do filme é que a todo momento nos questionamos se as coisas fantásticas que acontecem com ela são reais ou mecanismos de defesa (estudante de psicologia falando aqui haha!).


♥️ Se Beber Não Case: Dois dias antes de seu casamento, Doug e três amigos vão de carro até Las Vegas para uma louca e memorável despedida de solteiro. Quando os três padrinhos acordam na manhã seguinte, eles não conseguem se lembrar de nada e notam que Doug desapareceu. Com pouco tempo de sobra, os amigos tentam refazer a noite anterior e encontrar Doug para que possam levá-lo de volta a Los Angeles a tempo de chegar ao altar.

Vamos começar falando que esse filme é um baita besteirol. Tem uma história um tanto inusitada, e situações muito engraçadas, mas, no fundo, é raso, feito para entreter e divertir. E vocês podem ter certeza que eu me diverti demais! Apesar de algumas piadas meio... babacas, e aquelas fotos horríveis nos créditos, se tornou um filme que eu assistiria várias vezes só para rir de novo e de novo.

Acordar num quarto de hotel, depois de uma despedida de solteiro: galinhas, mulheres, bagunça, um bebê, um tigre no banheiro, dentes faltando e, o pior de tudo, o noivo sumiu. Quem nunca quis fazer uma loucura em Las Vegas?! Não bebo, mas, se alguém quiser me chamar para uma aventura dessa, eu vou!


♥️ Invasão Zumbi: A Coreia do Sul decreta estado de emergência após um vírus desconhecido tomar conta do país. Algumas pessoas tentam fugir de zumbis e ficam presas em um trem-bala que está a caminho de Busan, a única cidade que não foi afetada pelo vírus.

Quem me apresentou a esse filme foi uma amiga que gosta muito da Coréia do Sul e de tudo que tenha a ver com coreanos hehe. Já havia visto o trailer antes, mas ainda não tinha assistido por preguiça mesmo, confesso. Sinceramente, eu gostei do filme, pois eu amo histórias com zumbis. No entanto, tudo que eu sei de zumbis foi feito nos EUA, então foi legal sair um pouco daqueles cenários norte-americanos.

Me incomodei um pouco com a velocidade com que as pessoas viram zumbis (tipo, dois segundo) e também com a quantidade de drama que tem. Todos os personagens são bem dramáticos, e tem o drama familiar, o drama adolescente... não aguento hahaha! Mas, mesmos sendo dramático, os coreanos souberam fazer um filme bom, pois tem muita ação, daquelas que nos deixam tensos de verdade. O protagonista é bem chatinho, e eu confesso que torci para o marido da moça grávida que eu não lembro o nome.


♥️ Pokémon - o filme 2000: Ash, treinador de pokémons, e seus companheiros têm a difícil tarefa de restaurar o equilíbrio das forças naturais na Terra para impedir que uma grande catástrofe aconteça. Para isso, precisam recuperar três pokémons que estão nas mãos de vilão.

Pensei se incluiria esse filme aqui, pois eu já assisti muitas vezes quando criança. Mas decidi que seria legal citá-lo, pois eu amava, e ainda amo Pokémon, em especial esse filme que tanto me deixa nostálgica. Na verdade, assistindo agora depois de crescida, percebi que tem muita coisa que eu não entendo, seja por não ter visto todos os episódios ou filmes anteriores. Mas não tem problema, eu continuo gostando. Lembro-me com clareza de ficar maravilhada com as cenas finais, onde os três pokémons voam pelo céu e abrem um novo dia. Alguém aí lembra?


♥️Efeito Borboleta: O estudante universitário Evan Treborn está aflito com dores de cabeça tão fortes que frequentemente desmaia. Enquanto está inconsciente, Evan pode viajar de volta no tempo para momentos de dificuldades na infância. Ele também pode alterar o passado para os amigos, como Kayleigh, que foi molestada pelo pai. Porém ao mudar o passado, ele pode alterar o presente, o que leva Evan a se encontrar em um pesadelo de realidades alternativas, incluindo uma onde ele está preso.

Efeito borboleta é um termo que se refere à dependência sensível às condições iniciais dentro da teoria do caos. "O bater de asas de uma simples borboleta poderia influenciar o curso natural das coisas e, assim, talvez provocar um tufão do outro lado do mundo." Com certeza vocês devem conhecer a teoria, nem que seja apenas pelo nome. Eu adoro estudar esse tipo de coisa, mas, até então, só havia lido e visto vídeos sobre o assunto e nunca me interessado pelo filme. Só que minha professora de Psicologia Experimental resolver fazer um aula mais "leve" e passar o filme para explicar Comportamento Operante.

Eu gostei bastante! Depois de Donnie Darko, estou meio anestesiada com esses filmes que nos dão tilt nos cérebro, e admito que com não foi tão difícil entender Efeito Borboleta haha. Mas é perturbador (o final... socorro!), e reforça aquela velho assunto que já conhecemos na franquia De Volta Para o Futuro: não podemos mudar o passado!

Quais foram os últimos filmes que vocês assistira? Para ver os outros posts da categoria, clique aqui ;)

Isso é tudo, pessoal! Rainha Vermelha, 

SOMOS TODOS LOUCOS AQUI

Book Haul (august 2018)


Nunca pensei que algo me deixaria tão feliz e me faria tão bem como os livros estão me fazendo. Nos últimos dias eu tive uma leitura que me lembrou porque os livros são minha coisa favorita na Terra, e também tenho me dedicado a tirar da estante livros que eu não gostei tanto ou que não pretendo ler novamente, pois assim posso abrir espaço para novos tesouros. No começo é um pouco difícil, mas, depois, é libertador!

Fiquei imensamente feliz com a maioria dos livros que chegaram por aqui ou que eu adquiri. Espero conseguir fazer um book haul para cada mês, pois assim sempre terei novos livros (sonho de todo leitor hehe) e poderei ir movimentando os que estão parados na estante há tempos.


Labirinto (Jim Henson | A.C.H. Smith): já estava querendo esse livro por ser da, pois queria muito ver o filme (tem David Bowie!). Quando vi o kit que incluía ele, mais O Homem que Caiu na Terra, mais uma bag do Bowie, não perdi tempo e fui logo comprando (esse kit estava sendo vendido no Submarino, mas já está esgotado!).

Não tenho nem palavras pra dizer o quanto eu amei esse livro, e o filme também. Logo menos falo sobre eles aqui no blog, mas posso adiantar que foi uma leitura incrível, fantástica e maluca, do jeitinho que eu gosto. Além de ser um livro lindo e que faz referência ao exemplar que a Sarah tem no filme, dentro veio um marcador da cena do baile ♡



O Homem que Caiu na Terra (Walter Tevis): e aí está o outro tesouro que veio no kit do Bowie. Ainda não tive a oportunidade de lê-lo, pois já basta de colocar leituras uma na frente da outra (fiz isso com Labirinto hihi), mas estou bem ansiosa. O filme também é com David Bowie (acho que fica meio óbvio pela capa do livro, né?), e no mais tardar semana que vem espero tê-lo aqui comigo. Ah, dentro dele também veio um marcador, mas esse é triangular e com a foto do Bowie.


A Vida Não Me Assusta (Maya Angelou | Jean-Michel Basquiat): DarkSide me fez duas visitas esse mês fora os dois ali de cima que fui eu que comprei. Na primeira, chegou o segundo livrinho do selo infantil da editora, o Caveirinha. Já resenhei O Fantástico Alfabeto Lovecraft aqui, e fiquei muito feliz com essa nova aquisição! O livro é, na verdade, um poema inspirador sobre coisas simples que podem assustar, mas do qual nós não deveríamos ter medo. Têm ilustrações lindas e um tanto abstratas e que combinam com as palavras. Achei o dinossauro da capa muito simpático hehe.


Geek Love (Katherine Dunn): e cá está minha leitura atual. No kit que a DarkSide me mandou o livro veio num saquinho lindo, listrado e macio, além de um coração vermelho com o símbolo da Caveira (fiz um pequeno vídeo no instagram). Não quero falar muito dele agora, mas posso adiantar que é um livro um tanto exótico, excêntrico, e que exalta justamente essas características das pessoas. Nele, os Binewski criam suas próprias "aberrações" para um espetáculo de circo. Não consigo não pensar na quarta temporada de American Horror Story - Freak Show - quando olho para ele.


Emmi e Leo - A Sétima Onda (Daniel Glattauer): aqui está o último livro de um sorteio que ganhei há umas semanas. Não estava esperando por ele, e por isso fiquei meio perdida quando chegou. Mas logo tudo estava resolvido hehe.

Descobri que é o segundo de uma duologia, que o primeiro livro de chama @mor, e conta a história de Leo e Emmi, esses dois que começam a trocar mensagens sem se conhecerem. Pensei em vendê-lo, pois não tinha o outro, só que desisti e vou deixá-lo guardadinho até conseguir ler o primeiro. As capaz são tão fofas!


A Garota que Bebeu a Lua (Kelly Barnhill): vocês não tem ideia do sorrisão de Cheshire que eu dei quando abri o pacotinho e vi que tinha esse livro dentro. Sinceramente, eu não esperava mesmo essa surpresa! Quem me mandou foi a Rebeca do blog Papel Papel. Ela já havia dito no instagram que o livro a fazia se lembrar de mim, e isso só torna ainda mais especial esse presente. Ah, e tem o fato de a autora ser a mesma de um dos livros da minha infância.

Já concluí a leitura, e fiquei um tanto surpresa, pois, diferente do que eu esperava, ele não é focado apenas na Luna (literalmente a garota que bebeu a Lua haha), mas em vários personagens. É cheio de reflexões lindas... Mas eu vou parar de falar, pois vai ter resenha no Papel Papel e aqui nas resenhas em conjunto também.


Harry Potter e a Pedra Filosofal - edição ilustrada (J.K. Rowling | Jim Kay): e agora, eu deixei a minha mais nova maior preciosidade para o final... aaaaaah eu não acredito que tenho uma edição ilustrada de Harry Potter!!! Sério, a ideia de ter um desses livros era meio irreal para mim, pois ele sempre estavam muito caros. Fiquei imensamente feliz por ter conseguido pegar uma promoção nesse, e ainda mais por ter começado minha coleção de ilustrados Harry Potter.

Vou fotografar várias páginas e postar aqui, mas posso garantir que ele é todo lindo, uma preciosidade. Já folheei umas três vezes, pois não me canso de ver o quão maravilhoso ele é. Posso garantir que essa foto aí de cima não é montada, eu realmente quero que esse livro vire uma pessoa para eu poder casar com ele!


Quais foram suas últimas aquisições literárias? As leituras estão causando muito problema, hehe?

Isso é tudo, pessoal! Rainha Vermelha, 

SOMOS TODOS LOUCOS AQUI

Bullet Journal #3


Decididamente preciso me organizar melhor para lançar os posts de bullet journal do mês anterior bem no comecinho do novo mês hehe. Já estamos quase na segunda semana de setembro e eu só fui sentar para escrever esse post agora! Mas, em minha defesa, as fotos estavam prontas desde o primeiro dia do mês. 

Ah, vocês podem acabar perecendo que a quantidade de fotos está menor, isso porque tenho diminuído nos detalhes e, provavelmente, vou passar a usar apenas uma folha para cada semana. Vou fazer esse teste em setembro e depois conto como foi a experiência :)


se alguém aí tiver dicas de lettering, por favor, compartilhe hehe



podem ignorar a última meta, por favor!!!


amei esse espaço para colocar os livros lidos no mês... mas é uma pena eu não ter preenchido tudo



descobri que não é tão difícil usar aquarela para decorar o bujo


"plante seu próprio jardim"


cantinho dedicado ao primeiro post do Dreamcatcher Project



trecho da música Eletric Love, do Borns *-*


nome de uma das minhas músicas favoritas ♡


gostei de como esse "modelo" de organização semanal ficou



e gostei desse também, bem mais do que dos outros hehe


Bom, esse é um resumo do meu mês hehe. Sinceramente, eu fiquei meio cansada em agosto, pois estava cheia de coisas para fazer na faculdade e fora dela (congressos, rosas de conversa), mas, no final, deu tudo certo!

Isso é tudo, pessoal! Rainha Vermelha, 

SOMOS TODOS LOUCOS AQUI