25 junho, 2017

Carinho inspira carinho: Unicorn Candles


Quando a Renata, a.k.a. Rê, dona do blog Retipatia (indico muito!), entrou em contato comigo perguntando se eu teria interesse em receber uma das velas que ela faz eu fiquei imensamente feliz e lisonjeada. Não me canso de repetir que nunca imaginei que iria acabar recendo esse tipo de tesouro encantador pelo correio. Isso é tão mágico!

Eu já havia falado do pacote cheio de amor onde a vela veio nesse post, mas, como prometido, hoje vou falar exclusivamente da vela aromática, da lojinha da Rê, e de como tê-la conhecido foi incrível para mim :)

Unicorn candles


Vou tentar explicar sem me embolar hehe. A Unicorn Candles é uma lojinha apenas da Rê, mas que está ~dentro~ da loja Coisas de Sis, que, segundo a descrição, é para "momentos com mais hahaha". Lá tem produtos inspirados em livros e filmes, e as velas aromáticas seguem por esse caminho: todas são inspiradas em obras literárias ou cinematográficas.

Por ora, o estoque está senso reabastecido... huum, será que teremos novidades? será que teremos uma vela inspirada em Alice no País das Maravilhas? Não sei, haha. Foi apenas uma ideia que me ocorreu.


Como não é segredo pra ninguém, eu sou apaixonada por A Bela e a Fera, seja a animação, o remake, ou a obra original. Infelizmente, ainda não tenho uma edição para chamar de minha, mas prometo que vou resolver essa falta. Pode não ser hoje, pode não ser amanhã, mas um dia, hehe. Foi uma gentileza muito grande da Rê pensar no detalhe de eu gostar demais dessa história na hora de escolher a vela que iria me enviar. Ela tem uma cor rosa, e um cheirinho bem suave de rosas.

Eu sou apaixonada por velas, sejam aromáticas ou não, pois me transmitem tranquilidade. Volta e meia eu acendo no meu quarto para tentar me manter em equilíbrio enquanto escrevo, desenho, ou tento organizar as confusões da minha cabeça.


A Renata é uma das pessoas mais fofas que eu tive a oportunidade de conhecer pela internet, e isso é espelhado em tudo o que ela faz. A vela veio muito bem embaladinha, e com vários mimos.




Sentimento são como uma canção...


Já que estamos falando em A bela e a Fera, o que melhor do que combinar algumas fotos com rosas, né? Na verdade, essas fotografias foram feitos com o intuito de agradecer ~de novo~ à Rê pelo pacote e por todas as outras coisas. Além de ela ter aceitado participar da Corte Vermelha, e ter sido a primeira pessoa a me enviar um pacote, eu recebo apoio e carinho dela frequentemente aqui nos comentários do blog. 

Muito obrigada, minha flor! Você é a prova de que carinho inspira carinho, além de ser uma pessoa grandiosamente inspiradora ❤ quando eu crescer, quero ser como você!



Gostaram do post? Fiquem de olho na lojinha ou no instagram da Unicorn Candles, pois o estoque vai estar atualizado mais rápido do que o Coelho Branco consegue correr parar não chegar atrasado!

Isso é tudo, pessoal! Rainha Vermelha, 

SOMOS TODOS LOUCOS AQUI

22 junho, 2017

Qual é a sua coisa preferida na Terra? (Resenha de "O Espaço Entre Nós")


Assim que esse filme entrou em cartaz em março desse ano, eu fiquei com muita vontade de assistir, mas esse foi um daqueles casos em que ele entrou no cinema hoje e saiu na semana seguinte. Fora o fato de que eu já tinha gastado horrores com A Bela e a Fera, hehe.

Fiquei grandiosamente feliz quando soube que ele estaria disponível na Netflix este mês, tanto que ficava entrando todos os dias para tentar encontrá-lo. Depois que o assisti, tive um turbilhão de sentimentos: alegria, satisfação, tristeza... até parar para analisar e perceber que o filme não tem ~pé nem cabeça~ haha. E ainda, que eu gostei mesmo assim!

O espaço entre nós



Sinopse: O adolescente Gardner Elliot é o primeiro humano nascido em solo marciano. Mas ele deseja fazer uma viagem à Terra para conhecer a verdade sobre seu pai biológico, e sobre seu nascimento. Nesta jornada, ele tem o apoio de Tulsa.


O filme tenta ser uma mistura de ficção científica, road movie e romance, mas ele acaba não sendo nenhum dos três exatamente. Ele começa já começa um pouco errado, pois um grupo de astronautas está sendo enviados a Marte, mas entre eles tem uma mulher que não sabe que está grávida. A questão é que não tem a menor possibilidade de uma astronauta ser enviada a Marte grávida! A menos que esse bebê tenha sido feito um minuto antes de ela subir no foguete, não tem jeito.

Depois que Gardner nasce, 16 anos se passam, e entram vários objetos futuristas, mas que acabam ficando estranhos, pois eles vão desde um notebook de vidro e um carro que anda sozinho, até um iPhone 5.

Quanto ao lado "road movie", é muito confuso, porque o Gardner e a Tulsa vão de um lugar para o outro numa velocidade absurda, além de serem os maiores ladrões de carro do mundo! Ao meu ver, o romance é uma das coisas mais bem construídas e convincentes. A gente vê que já existia uma relação entre os dois antes de o marciano vir para a Terra, e isso acaba se concretizando quando os dois se encontram e vão à procura do pai de Gardner. Inclusive, tem uma cena de sexo que é substituída por uma imagem das estrelas, mas que fica subentendida, e eu achei isso muito lindo!


Definitivamente, Asa Butterfield não decepcionou no papel de Gardner. No último filme que ele estreou, O Lar das Crianças Peculiares, mesmo eu tendo gostado do filme, confesso que ele deixou um pouco a desejar no papel do Jacob. Nesse filme é justamente o contrário! A gente consegue sentir todas as emoções que ele transpassa: as de uma garoto inocente que está descobrindo o mundo. Uma das coisas mais incríveis do filme é ver Gardner descobrindo a Terra, desde o sol no rosto, até a chuva. São cenas divertidas, e a gente se sente descobrindo esse novo mundo com ele. Em certo momento, quando ele chega na escola de Tulsa (nota: ele conseguiu fugir de uma estação da Nada e encontrar o caminho até a escola sozinho), entra dentro da sala de aula e acaba abrindo na frente de todo mundo um chuveiro de segurança, e é uma cena muito comédia.

Ah, e vamos concordar que esse menino é muito lindo. Eu acho que é errado eu falar isso, mas ele é lindo, tem um jeito fofinho, e uma cara de galã mirim... vou parar antes que eu me empolgue hehe. (mas ele é lindo sim)


Britt Robertson ficou muito bem no papel de Tulsa, embora eu ache que deveriam ter escolhida uma triz mais nova, pois a diferença de idade entre ela e Asa é de sete anos. Carla Gugino é Kendra, uma cientista que serve apenas para cuidar de Gardner. Gary Oldman é o responsável pela missão de colonizar Marte. Quanto aos outros atores, a maioria, ao meu ver, fazem personagens que apenas estão lá para fazer algo simples, e depois não terem mais tanta relevância.

Mesmo tendo sido um filme com um orçamento relativamente baixo, a fotografia ficou maravilhosa, uma verdadeira preciosidade, tanto nas cenas em que se passam em Marte, como nas da Terra. A trilha sonora combinou perfeitamente com o filme, e eu a indico para todos (escute aqui).

Eu estive aqui.
Mas, enfim, vocês devem ter percebido que eu apontei vários pontos positivos, mas também negativos, então devem estar se perguntando se eu realmente gostei do filme. A resposta é sim. Eu gostei, e gostei muito, mas porque eu decidi me desligar um pouquinho do meu lado extremamente crítico. Resolvi me ligar mais no romance, nas graças e nas peripécias divertidas e emocionantes que o filme apresenta. Prova de que eu gostei foi que eu terminei o filme aos prantos.

Acho que, às vezes, a gente tem de tentar olhar mais para as lições que um história passa. Por exemplo: no filme "Uma Questão de Tempo", o protagonista viaja no tempo, e não é explicado como ele faz isso; simplesmente a gente tira lições lindas de tudo o que ele passa. Com "O Espaço Entre Nós" é igual: dois adolescentes órfãos, um tentando se encaixar num mundo que não conhece, e a outra se sentindo deslocada em meio a humanidade. Os dois tem medo de não conseguirem ser humanos, mas acabam encontrando um no outro um "lar", um lugar onde sempre estariam protegidos.

Outra lição incrível é tirada da frase "qual é a sua coisa preferida na Terra?", pois, com ela, eu comecei a perceber o tanto de coisas simples que a gente deixa passar despercebida de vez em quando. Estamos tão acostumados com a chuva, o sol, a água em abundância, os animais... acabamos esquecendo quão lindo isso tudo é, o que é uma pena. O filme consegue passar isso tudo também!

É provável que não haja continuação, até porque o filme foi considerado um "fracasso" e recebeu diversas críticas muito negativas. Mas, como eu gosto de ir contra o senso comum, digo que gostei muito sim, que quero ver novamente muitíssimas vezes!

E aí, alguém já assistiu? Alguém teve a oportunidade de assistir no cinema? Quem ficou curiosos?

Isso é tudo, pessoal! Nos vemos nos papéis legais. Rainha Vermelha, 

SOMOS TODOS LOUCOS AQUI

18 junho, 2017

Obrigada, Corte Vermelha!

Foto: reprodução/Isabelle Felício
Fico tão feliz quando algo que eu planejei dá certo. Eu fiquei imaginando se esse plano maluco de criar uma Corte Vermelha com membros honorários e um grupo no facebook onde eu e outras pessoas incríveis podemos interagir daria certo. E deu muito certo! 

Quando soltei a ideia de fazer uma comemoração em grupo para o aniversário de três anos do blog, não passou pela minha cabeça que alguém iria aceitar. O resultado? Diversos posts lindos, que me emocionaram e me fizeram sorrir mais que o meu querido Cheshire ❤ Obrigada por tudo, meus adorados membros ~ the originals~ da Corte!

Agora vou deixar os links de todos os posts aqui, e quero ver todo mundo visitando cada um deles :)

♥ Fotografando Inspirações: O Chá da Luh: um post cheio de amor e com várias fotos de chás, entre eles um muito fofinho com a embalagem em formato de pirâmide *-*

♥ Simplesmente Ciana: Memorialices: a Ciana é, definitivamente, uma das escrivãs do Palácio Vermelho! Ela escreveu uma crônica poética (que recebeu avaliação e tudo) em minha homenagem (suspiros), compilando num texto lindo várias coisas que eu amo.

♥ Uma Parte de Mim: A Lenda Vermelha: mais uma das escrivãs oficiais da Corte, a Dani é uma das pessoas mais incríveis que eu tive a honra de conhecer na internet. Na crônica ela conseguiu juntar três coisas que eu amo: Alice no País das Maravilhas, The Walking Dead e O Lado Mais Sombrio. Como não morrer de amores?!

♥ Meu Melhor Momento: Diy Alice no País das Maravilhas: enquanto eu lia esse post, que foi feito pela Emily (a pessoa linda que me enviou o pacotinho que apareceu nesse post) e que tem dois diy's fofinhos, eu só desejava ter a destreza que ela tem para escrever "eat-me" nos biscoitinhos hehe.

♥ Vanessa Medeiros: A arte de escrever - Memorialices: eu me senti honrada pela Vanessa ter associado as coisas que eu faço aqui no blog com o amor à escrita. Nunca imaginei que um dia tudo o que eu faço seria vistas dessas fora <3

♥ Globo Literário: Memorialices: esse post me deixou extremamente feliz porque nele a Isabelle disse que nunca tinha assistido Alice no País das Maravilhas, e decidiu assisti-lo por ter entrado na Corte Vermelha e em minha homenagem. Ah, também foi ela que fez esse desenho que está na capa do post *-*

♥ Simplesmente Criativa: 3 anos do Memorialices (fotos temáticas) - Alice in Wonderland: a Tahyline me deu ideias tão legais para tirar fotos! No post, ela ensinou alguns tutoriais de objetos que remetem ao País das Maravilhas e que, consequentemente, servem para fotografar.

♥ Sweet Luly: Alice no País das Maravilhas: a Luly fez um post falando de algo que eu adoro pesquisar, que é sobre a obra original de Lewis Carrol e da importância política que ele tem, pois, pra quem não sabe, Alice no País das Maravilhas foi um crítica muito bem feita à sociedade da época.

♥ Retipatia: Conto ♥ Halfway: e, pra fechar  a trindade de escrivãs da Corte Vermelha, temos a Rê (a.k.a. Renata), que fez um conto incrível e que me lembrou tanto um ~amigo~ em especial e alguns dos meus melhores sonhos.

♥ Quero ser Alice: 5 on 5 Happy Birthday Memorialices: a Érika é tão amorzinho *-* além de fotografar super bem (estou encantada pelas fotos do post), ela fez cinco tópicos cheios de coisas que eu amo. Toda vez que e entro no blog dela eu me apaixono pela delicadeza e cuidado!

♥ (editado) Literaliza-se: Vocês está preparado para um apocalipse zumbi?: a Gislaine, a.k.a. Gi, foi a coelhinha branca dessa história, pois acabou se atrasando com a postagem hehe. Ela já me explicou tudinho, e está tudo bem, ainda mais depois do post dela, onde o assunto da vez foi zumbis!


Isso é tudo, pessoal! Novamente, muito obrigada. Rainha Vermelha, 

SOMOS TODOS LOUCOS AQUI